terça, 01 de dezembro de 2020

Cinema
Compartilhar:

Funesc marca data da abertura do novo cinema do Espaço Cultural

André Luiz Maia / 12 de fevereiro de 2016
Foto: Rafael Passos
Depois de muita especulação, finalmente, a Fundação Espaço Cultural (Funesc) bateu o martelo e decidiu: o novo Cine Banguê será inaugurado no dia 19 de fevereiro, daqui a exatamente uma semana.

Nos grupos de realizadores e produtores de cinema da Paraíba, especula-se que a sessão de estreia apresentará três curtas-metragens paraibanos inéditos, mas a assessoria da Funesc, até o fechamento desta edição, não confirmou esta especulação nem divulgou a programação oficial de filmes.

No entanto, algumas informações já foram confirmadas. Depois de alguns dias com exibições gratuitas, na semana seguinte, entram em cartaz novos filmes em sessões pagas (nem filmes nem preços foram divulgados até o fechamento desta edição), em uma programação experimental, que fica até o dia 8 de março, quando será aberta uma programação temática sobre o Mês da Mulher.

Mas, enquanto a programação não é definida em detalhes, já foram divulgadas as inscrições para três oficinas de formação na área do audiovisual. A primeira é de Documentário, ministrada por João Vieira Júnior (produtor de, entre outros, Cinema, Aspirinas e Urubus, 2005), realizada entre os dias 19 e 21 de fevereiro. Depois, de 11 a 13 de março, quem assume a oficina de animação é Maurício Martins Nunes, de Recife. Encerrando a programação, está a oficina de ficção, com Diana Almeida (produtora de Hoje Eu Quero Voltar Sozinho), entre os dias 18 e 20 de março.

As atividades serão realizadas no Cine Banguê pela Unidade Técnica do Prodav TVs Públicas, em parceria com entidades locais e TVs públicas. Para participar, os interessados devem preencher a ficha de inscrição online (disponível em http://goo.gl/forms/sGw8qoHQgo), apresentando uma proposta de projeto para a categoria da oficina que pretende cursar, contendo nome, formato, uma breve sinopse e estágio do projeto.

Também é preciso apresentar uma carta de intenção de uma empresa produtora independente e registrada na Ancine, comprometendo-se a inscrever o projeto nas chamadas públicas. A oferta é de 30 vagas por oficina.

Relacionadas