segunda, 21 de maio de 2018
Cinema
Compartilhar:

‘A Primeira Noite de um Homem’ está de volta aos cinemas em JP

Renato Félix / 21 de Fevereiro de 2018
Foto: DIVULGAÇÃO
"Sra. Robinson, está tentando me seduzir, não está?". Com essa pergunta, o incauto Ben Braddock (Dustin Hoffman) começa a perceber onde está se metendo. É a trama central de A Primeira Noite de um Homem (1967), um clássico que completou 50 anos em dezembro e que está de volta aos cinemas brasileiros (em João Pessoa, está em cartaz no Banguê).

O filme de Mike Nichols é um dos pilares de um ano antológico para o cinema americano. Em 1967, alguns filmes foram responsáveis por um sopro de novidade e juventude que deu origem à chamada "nova Hollywood" dos anos 1970.Bonnie & Clyde, de Arthur Penn, e No Calor da Noite, de Norman Jewison, entre eles.

Hoffman, 30 anos na época, interpreta um recém-formado sem rumo na vida e entediado que acaba tendo um caso com uma mulher mais velha, rica e casada, a Sra. Robinson (Anne Bancroft, na verdade apenas seis anos mais velha que o colega). A coisa se complica quando ele se apaixona pela filha dela, Elaine (Katharine Ross).

O filme retrata o choque de gerações que os anos 1960 estavam expondo, o inconformismo, e acabou sendo o campeão de bilheterias daquele ano. E faturou o Oscar de melhor direção, mas apenas este de um total de sete indicações (incluindo filme, ator, atriz e atriz coadjuvante). É, até o momento, o último filme em que isso aconteceu: ganhar o Oscar de melhor direção e mais nada.

No Globo de Ouro o filme foi mais feliz: ganhou cinco (filme/ comédia ou musical, direção, atriz/ comédia ou musical, revelação masculina e revelação feminina). NO Bafta, outros cinco (filme, direção, revelação, roteiro e montagem).

Um elemento que também marcou época no filme foi sua trilha sonora, com 11 canções de Simon & Garfunkel. "Mrs. Robinson" foi composta para o filme, mas "The sounds of silence", como a maior parte das outras músicas, já haviam sido lançadas pela dupla em seus discos. "The sounds of silence" foi composta após o assassinato de Kennedy, em 1963.

Leia Mais

Relacionadas