segunda, 23 de novembro de 2020

Cinema
Compartilhar:

À espera do público: Cine Banguê será inaugurado hoje com curtas paraibanos

André Luiz Maia / 19 de fevereiro de 2016
Foto: Rafael Passos
Um espaço dedicado ao cinema que não está disponível nas salas comerciais. Desde sua inauguração original, em dezembro de 1982, o Cine Banguê era ponto de encontro de cinéfilos, mesmo que tenha muitas vezes sofrido com pouco público em suas sessões. Antes no local que hoje funciona a Sala de Concertos José Siqueira, hoje o Banguê ganha novo espaço e, para inaugurá-lo, foi montada uma programação especial.

A cerimônia de abertura, a partir das 19h homenageia os cineastas Manfredo Caldas e Vladimir Carvalho, que lança um novo livro. Em seguida, às 20h, tem início uma sessão gratuita com curtas paraibanos apenas para convidados. A segunda sessão, aberta ao público, começa às 22h. Os interessados podem retirar os ingressos na bilheteria com uma hora de antecedência.

No fim de semana, mais sessões gratuitas, mas de longas: no sábado, às 18h30, é exibido Califórnia, dirigido por Marina Person; às 20h30, o paraibano Batguano, de Tavinho Teixeira. No domingo, é a vez de Último Cine Drive-In, de Iberê Carvalho, às 18h30, seguido de O Romance do Vaqueiro Voador, de Manfredo Caldas, às 20h30, este com debate após a exibição.

A partir da próxima quarta, ainda uma programação especial com diversos longas e a cobrança de ingressos (R$ 10, inteira; R$ 5, meia. Dentre os novos que entram em cartaz estão Nick Cave – 20.000 Dias na Terra, Jauja e O Menino e o Mundo, brasileiro que concorre ao Oscar de melhor animação. O novo Cine Banguê tem capacidade para 120 pessoas, com lugares para grávidas, obesos e cadeirantes, além de um equipamento de projeção digital com tecnologia 2K.

Relacionadas