domingo, 25 de outubro de 2020

Cultura
Compartilhar:

Artistas paraibanos investem em videoclipes para divulgar seu trabalho

André Luiz Maia / 31 de janeiro de 2017
Foto: Divulgação
Tem música paraibana para todos os gostos e clipes também. Somente em janeiro, Val Donato, Mira Maya e Titá Moura apresentaram através da internet seus novos vídeos, que ajudam a divulgar seus lançamentos.

Val mostrou no domingo "Faca amolada" (https://www.youtube.com/watch?v=qamkeOVt3cw), clipe com base na canção presente em Café Amargo. O vídeo foi lançado no Dia da Visibilidade Trans e não é apenas coincidência: é o primeiro clipe brasileiro protagonizado por um homem transexual, o paraibano Julian Santos. Ele contracena com Bárbara Santos, em um clipe cheio de significados e simbologias.

A ideia do clipe, que foi executado em um período de quase um mês, veio quando Val conheceu a história pessoal de Julian e sua superação enquanto homem transexual em uma sociedade preconceituosa.

"A história me sensibilizou demais, inclusive porque eu o conhecia antes de iniciar o processo de transição. Na manhã seguinte, me veio a luz da inspiração da letra de 'Faca amolada' e como ela caía como uma luva para falar sobre o assunto, parecendo até ter sido escrita intencionalmente para o caso", comenta Val.

Este é o quarto clipe oficial de Val, que lançou ano passado "Lágrimas de crocodilo" e já tinha vídeo para as canções "Café amargo" e "Para que você goste". Já Mira Maya e Titá Moura são estreantes na seara do audiovisual.

Titá fez um registro para sua canção "Nêga" (https://www.youtube.com/watch?v=gCWpmJ1NQKM), com músicos como Escurinho e Helinho Medeiros, mas também com inserções da modelo Sandry Albuquerque, gravadas na Praça da Independência. "O set foi no Sítio Angelim, no Bessa, onde também é localizado o estúdio Angelim. Extraímos os equipamentos do estúdio e levamos pro terreiro, foi a primeira experiência deles com captação externa a partir da minha provocação", explica Titá.

Mira também estreia nos clipes – com "Mas não volto pra você" (https://www.youtube.com/watch?v=omZk8Td6GQM) – para mostrar sua nova identidade artística: nos últimos meses, seu repertório anda mais puxado para o brega.

"Isso me levou de volta ao meu passado, tanto artístico, pois comecei no baile, como pessoal. Sou do Sertão e cresci no meio do forró, do brega, das serestas. A ideia era apenas fazer um lyric video [vídeo só com a letra da música], mas as imagens foram ficando tão encorpadas, que resolvemos deixar o corpo falar por si", comenta.

Para Val Donato, o videoclipe é outro caminho que o artista encontra para se expressar. “O audiovisual pode complementar a comunicação exercida pela música, nos dá a possibilidade de apresentar nossa visão sobre uma letra. Me sinto totalmente atraída pela possibilidade de demonstrar com imagens o sentimento de uma canção. é um complemento e nos aproxima mais do público", pontua a artista.

Relacionadas