domingo, 16 de maio de 2021

Crime
Compartilhar:

Em menos de dois meses, 21 gatos são mortos no Centro Administrativo Municipal

Aline Martins / 20 de junho de 2018
Foto: Divulgação
Entre o início do mês de maio e a manhã dessa terça-feira (19) gatos foram encontrados mortos no Centro Administrativo Municipal (CAM), no bairro de Água Fria, em João Pessoa. Desse total, quatro bichos foram localizados sem vida na terça-feira. Por conta dos sintomas (pêlo molhado, fezes e vômitos), a suspeita é de envenenamento, mas as vísceras dos animais serão necropsiadas e o laudo deve sair em 30 dias. Dois inquéritos, sendo um da Delegacia de Crimes contra o Meio Ambiente e o outro administrativo (Prefeitura da Capital), serão instaurados para investigar os responsáveis pela matança.

O presidente da Comissão de Direito dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba (OAB-PB), Francisco Garcia, informou que os casos estão sendo acompanhados pela Comissão. Em maio, foi protocolado um pedido de providência urgente junto a Prefeitura Municipal para encontrar possíveis autores das mortes. “Já tem um inquérito na Delegacia por conta das mortes que já estavam ocorrendo desde o ano passado. Queremos uma providência para identificar quem fez isso. É um descaso com a vida dos animais”, comentou, acrescentando que também solicitou a participação nas reuniões propostas pela Prefeitura sobre os animais. Além disso, visa saber que medidas serão adotadas para a criação de políticas públicas de proteção aos animais.

Uma das pessoas que cuidava dos animais há mais de 10 anos no Centro Administrativo Municipal, Josenir Costa, afirmou que os gatos foram mortos por envenenamento. Ele faz Medicina Veterinária e frisou que a suspeita é do uso do veneno na carne, já que na ração os gatos não consumiriam. “Essa matança vem desde o ano passado. Só que agora percebemos que agora tem se tornou mais frequente. Um animal desse não faz mal a ninguém”, comentou, destacando que pretende recolher alguns animais que estão no CAM para que não sejam mortos. Disse ainda que no local é frequente o abandono de gatos.

Uma equipe de peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) foi ao Centro Administrativo a pedido da Delegacia de Crimes contra o Meio Ambiente que apura o caso. Alguns funcionários e comerciantes foram ouvidos pela delegada Cléa Lúcia Gomes Pereira. Um inquérito policial deve ser aberto para apurar as causas das mortes. O diretor do Instituto, coronel Fábio Almeida, informou que as vísceras dos animais mortos passarão por um exame toxicológico e o resultado deverá ser divulgado em um prazo de um mês.

Nota da PMJP

A Prefeitura Municipal de João Pessoa informou que vai instaurar inquérito administrativo para investigar as causas das mortes dos gatos no interior do CAM e identificar os responsáveis. Técnicos da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), Centro de Controle de Zoonoses, Secretaria de Administração (Sead) e Guarda Municipal estão tomando todas as providências no sentido de apurar o que ocorreu e, se for constatado crime, os responsáveis serão punidos conforme a Legislação. Em uma ação emergencial, técnicos do Centro de Controle de Zoonoses recolheram nessa terça-feira (19) os gatos que haviam sido abandonados no local.

Os animais serão castrados e posteriormente disponibilizados para adoção. Desde 2013 o Centro de Controle de Zoonoses castrou mais de 8 mil animais, numa ação de controle populacional, reduzindo o número de gatos e cachorros de rua e disponibilizando-os para adoção. O Centro também promove ações educativas, como palestras e eventos, no sentido de sensibilizar a população sobre a responsabilidade em se criar um animal doméstico. Além de cruel e desumano, abandonar animais é crime.

Relacionadas