sábado, 04 de abril de 2020

Edinho Magalhães
Compartilhar:

Wellington ‘Robin Hood’

24 de março de 2020

O líder do PL na Câmara federal, deputado Wellington Roberto foi destaque em matéria no jornal ‘Estadão’ desta segunda, 23. A matéria comenta iniciativa do parlamentar em protocolar projeto que autoriza o Governo Federal a “tomar empréstimos compulsórios de empresas que tenham faturamento bilionário, em resposta à calamidade pública causada pelo Coronavírus”. O texto da matéria publicada não esclarece muito, mas fala na possibilidade de empréstimos compulsórios na casa de 10% sobre empresas que tenham pelo menos R$ 1 bilhão de reais em patrimônio líquido declarado. O Governo teria até 4 anos para restituir o ‘empréstimo’ a partir do fim da calamidade, que, a princípio, está programada para durar até 31 de dezembro.



Na justificativa do projeto, o autor define que “a iniciativa está prevista na Constituição e não é novidade, pois foi a mesma justificativa usada para o confisco da poupança na época do Governo Collor”. Desta vez, entretanto, o parlamentar salienta a diferença do público alvo: “a população mais humilde e a classe média já tem sido exposta a sacrifícios evidentes, inclusive com a aprovação da Reforma da Previdência, então é justo que setores mais afortunados da sociedade sejam chamados para colaborar com os desafios ora enfrentados”.



Para Wellington Roberto, “o Governo age de forma confusa, pois as medidas postas até aqui se revelam danosas ao trabalhador e não protetivas, além de não serem claras pois não há dados precisos e nem estudos convincentes sobre o impacto dessas medidas para a economia como um todo”, comentou Wellington, antes mesmo do presidente Bolsonaro voltar atrás e revogar os efeitos da MP 927/20 que autorizava suspensão dos contratos de trabalho por 4 meses.



Taí um projeto bem ‘Robin Hood’, aquele que tirava dos ricos para dar aos pobres.



Ruy 50% de Desconto



O deputado Ruy Carneiro também tomou inciativa semelhante. Ele protocolou projeto de resolução nesta segunda, propondo diminuição dos salários dos deputados em 50% durante três meses para que sobrem recursos na luta contra o coronavirus. “Nesse momento é preciso todo esforço e darmos o bom exemplo para comprar respiradores e equipamentos médicos”.



Bom Exemplo de Ruy



Como ‘bom exemplo’ se entende duas coisas do projeto de Ruy: a iniciativa em si, mostrando que a classe política pode e deve cortar na própria carne para ajudar os mais necessitados, e, para que as Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais também possam fazer o mesmo.



Senhores Senadores...



O Senado se prepara para fazer sua segunda sessão deliberativa reunindo os senadores para votação remota nesta terça-feira à tarde.  Depois da votação inaugural na última sexta, o sistema foi concluído com os ajustes finais.



...em Votação!



Para garantir a autenticidade do voto, evitando fraudes, uma imagem do senador será capturada no momento em que ele apertar o botão de votação. Em seguida, um código de confirmação (senha) será encaminhado por SMS. Haverá, então, as opções "sim", "não" e "abstenção".  



Bancada Unida



E devido ao êxito da reunião virtual com todos os membros da bancada federal paraibana, último sábado, o coordenador deputado Efraim Filho, irá marcar novo encontro em breve. Além dos R$ 10 milhões em emendas de cada parlamentar para a saúde, ainda haverá o acréscimo de outros R$ 150 milhões de emenda de bancada que já serão liberados pelo Governo Federal.



Golpe na Praça



Além da editora-geral do jornal CORREIO Sony Lacerda ter sido vítima de golpe com clonagem de seu número de whastapp, levando mensagens falsas para diversos parlamentares federais, o deputado Aguinaldo Ribeiro também passou por esse mesmo problema.

Relacionadas