quarta, 13 de novembro de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Vereadores e seus ‘jeitinhos’

06 de novembro de 2019
Quando o assunto é vereador, os que integram as Câmaras de Bayeux, Cabedelo e Santa Rita - Região Metrolitana de João Pessoa - não têm dado bons exemplos aos eleitores. Ontem, em mais uma operação do Gaeco, Ministérios Públicos da Paraíba, Pernambuco e do Rio Grande do Sul, com apoio da polícia,, prendeu em flagrante 11 vereadores da Câmara de Santa Rita, entre eles o presidente do Legislativo, Anésio Miranda.

O motivo: farra de diárias para pagamento de um suposto congresso realizado para agentes públicos, em Gramado (RS). Neste período do ano, a cidade, que é turística, abre seu ‘Natal Luz’, que dá nome a operação. Coincidência? De jeito maneira. Eu começo a achar que ser “cara de pau” é pré-requisito para político que busca mandatos - vamos salvaguardar alguns, claro.

Primeiro, os únicos inscritos nesse tal congresso eram os vereadores paraibanos, mais o contador da Câmara. Ah! Um colega de Largato (SE) também fez companhia. A única palestrante vem a ser uma servidora da Câmara de Barra de Coqueiro, também em Sergipe, e que no dia da palestra estava no Ceará. Deve ter o dom da onipresença.

O pior de tudo: a sensação de impunidade que faz com que políticos dessa natureza riam da cara do eleitor. Será que você, caro eleitor, anda tão bem das pernas de forma a financiar essa brincadeira com recursos públicos. Tenho para mim que não. Então, vamos ter mais consciência. Ao invés de charminho de foto na urna votando, vamos prestar mais atenção ao voto dado.

Os vereadores, claro, se defendem. Só um adendo: todos estavam acompanhados de familiares. Eles juram de pé junto que estavam sim participando de um congresso, mas foram vigiados de perto por membros do MP do Rio Grande do Sul. Eu só sei que foram pagos mais de R$ 69 mil em diárias, sem falar em passagens, hospedagens e sabe-se lá o que mais. Para vocês terem uma ideia, desde que assumiram o mandato em 2017, até o momento, os 19 vereadores da Câmara já embolsaram mais de R$ 1,3 milhão em diárias.

Vocês podem até perguntar: esses vereadores perderão o mandato? Quase impossível porque, como diria um companheiro de redação, oito não cassam 11, né verdade. Há pouco menos de um ano para as eleições de 2020 vamos assistindo a essas aberrações sem poder fazer quase nada. Seguem o mesmo exemplo de Cabedelo, 11 foram presos por envolvimento na operação Xeque mate, mas continuam escapando da cassação e ainda recebendo salários. É desmantelo, viu? (Sony Lacerda)

TORPEDO

"Quero parabenizar à Drª Jane, o prefeito Emerson Panta e todos os munícipes. Retifico também o compromisso que tenho com os paraibanos e reforço mais uma vez que as portas do meu gabinete estão abertas para que drª Jane precise encontre no nosso mandato o apoio necessário." Do deputado federal Aguinaldo Ribeiro sobre a posse da deputada Jane Panta na Assembleia Legislativa da Paraíba. Os dois integram o Progressistas.

Só de olho. Não se fala em outra coisa em Algodão de Jandaíra. A esposa do deputado Chió, Gleds Luna, uma das responsáveis pela ascenção política do parlamentar, é pré-candidata a prefeita na cidade. Ela é conhecida pelo trabalho social em Remígio e região e vai se credenciando ao cargo.

Ciumeira. Por falando em Chió, a ciumeira do deputado Tião Gomes está jogando o parlamentar nos ‘braços’ do prefeito de Areia, João Francisco. Na última eleição, Chió teve 2,5 mil votos na cidade e deve ser o fiel da balança em 2020.

Terá tempo. Jane Panta assumiu o mandato de deputada estadual, ontem, justamente no dia em que é deflagrada uma operação do Gaeco, que prendeu 11 vereadores de Santa Rita, cidade em que ela é primeira-dama. A posse também foi ofuscada pela sabatina de Antônio Gomes Vieira Filho.

Advogados. Na sabatina de Antônio Gomes Vieira Filho, indicado a conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba, o deputado Ricardo Barbosa defendeu a contratação direta de advogados por parte das prefeituras, baseado em decisão recente do Supremo Tribunal Federal.

Advogados 2. Ao analisar recurso, o STF desobrigou os municípios a instituir procuradorias. O líder do Governo lembrou que tramita no Congresso projeto de lei que trata da inexigibilidade de licitação para este tipo de contratação.

ZIGUE-ZAGUE

Na sessão extraordinária administrativa do TJPB, desta quarta-feira, os desembargadores vão decidir sobre a concessão de Medalha da Ordem do Mérito Judiciário e do Diploma, na categoria Alta Distinção.

O homenageado seria o ministro Reynaldo Soares da Fonseca presidente da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça. Já a Medalha na categoria de Bons Serviços, seria para o servidor João Soares da Silva. às 10h.

 

Relacionadas