terça, 25 de junho de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Segurança da gestão

16 de maio de 2019
De forma concisa e objetiva, João Azevêdo deixou claro ontem que não pretende dar brecha para crises durante sua passagem pelo Palácio da Redenção. Como ele mesmo define, trata-se de um groverno de continuidade mas não abre mão de corrigir o rumo para atingir a eficiência, com transparência, e mantendo o equilíbrio das contas públicas no Estado. Em entrevista ao jornalista Hermes de Luna, na TV Correio, o governador paraibano afirmou que alterações na estrutura governamental serão realizadas sempre que houver a necessidade, ao se referir às medidas de fundir empresas e secretarias, realizadas desde janeiro.

O governador afirmou que a Paraíba adquiriu uma condição fiscal que precisa ser mantida, sem comprometer o ritmo de obras e de investimentos em melhorias para a população.

Segundo ele, a gestão desenvolvida nos últimos oito anos permitiu que o Estado tenha atualmente, apesar de todas as dificuldades financeiras que outras unidades atravessam no País, contas equilibradas. Para se ter uma ideia, o comprometimento da capacidade de pagar dívidas está em 37%. Isso deixa uma grande margem para se buscar os investimentos para por em prática projetos estruturantes.

Na entrevista, João Azevêdo também destacou a implantação do E-gov (governo digital) que terá sua primeira utilização numa reunião com o secretariado este mês.

O sistema informatizado - com informações de todas as áreas do Governo - vai permitir o acesso imediato aos dados da gestão para a análise e tomada de decisões. Em breve, o Estado da Paraíba deve abolir o papel nos processos, de acordo com essa perspectiva.

Com uma base de 24 deputados estaduais, o governador teria margem folgada para aprovar seus projetos. Porém, a existência do G10 (10 membros) tem preocupado essa conta. O governador deixou claro, no entanto, que as possíveis defecções em sua base parlamentar serão corrigidas no diálogo. João afirmou que se reúne semanalmente com o presidente da Assembleia, Adriano Galdino, e os líderes de sua base para definir atividades e estratégias sobre a tramitação de matérias.

Ainda comentou as decisões sobre intervir nas unidades de Saúde geridas por organizações sociais, tema espinhoso herdado pela gestão. É corajoso ao evitar comprometimento dos serviços.

Afinal, muito se fala do assunto mas a ação é esperada do governador.

(Por Damásio Dias)

TORPEDO

"Este ano o orçamento não entraria. (...) A partir do momento que cria um orçamento impositivo, cria um problema com o Orçamento Democrático, demandas que não poderão mais ser respondidas, porque não comporta. O estado não tem condições de ter emendas impositivas neste momento."

Do governador João Azevêdo, sobre a aplicabilidade do orçamento impositivo na Paraíba, em entrevista a Hermes de Luna no Correio Debate da TV.

Reclamação

Insatisfeita com a falta de espaço nas CPIs da Assembleia Legislativa, a deputada Pollyanna Dutra (PSB) ameaçou ontem deixar o seu partido. A parlamentar ficou de fora de CPI da aplicação de multas, apesar de pedir a indicação. Ela considerou retaliação por integrar o G10.

Provocação

O líder do blocão, Wilson Filho (PTB), respondeu a parlamentar: “Eu não teria nenhum problema de indicá-la para qualquer comissão, como fiz para a CCJ. Apenas não posso trabalhar com telepatia”. Também ofereceu a própria vaga na CPI das multas à colega.

Trinca...

No bloco da oposição, nenhum problema sobre a ocupação de espaços nas CPIs. Os deputados Camila Toscano (PSDB), Felipe Leitão (Democratas) e Wallber Virgolino (Patriotas) vão compor as três comissões.

Organização

Ex-candidato ao Planalto pelo partido Novo, João Amoêdo participa amanhã, em João Pessoa, de dois eventos para falar sobre o novo jeito de fazer política e sobre empreendedorismo. Pela manhã, encontra filiados à legenda. À noite, vai ao Encontro Brasileiro de Administração.

Mobilidade

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, autoriza, hoje, o início das obras de requalificação da ciclovia da Avenida Pedro II e implantação da nova iluminação em LED. A área reservada exclusivamente para os ciclistas será completamente requalificada em paralelo a outros serviços.

ZIGUE-ZAGUE

< A CCJ do Senado aprovou projeto que estabelece voto aberto em plenário nas decisões sobre manutenção da prisão de parlamentar, cassação de mandato e eleição à Presidência do Senado.

> Os advogados Arthur Heinstein Apolinário de Souto, Adair Borges Coutinho Neto e Márcio Maranhão Brasilino da Silva foram os indicados em lista tríplice, para vaga de Membro Efetivo do TRE-PB.

Damásio Dias e Equipe CORREIO

Relacionadas