terça, 19 de março de 2019

Sony Lacerda
Compartilhar:

Salva ao Laureano!!!

04 de janeiro de 2019
Há dez anos, o Hospital Napoleão Laureano, referência literal no atendimento a pacientes de câncer em todo o Estado, atendia em torno de 100 pessoas portadoras de câncer com radioterapia, e com apenas um equipamento. Hoje, com três equipamentos, mas os atendimentos não passariam de 140, quando deveriam ser 300.

O que ocorre? O SUS tem um teto para atendimento mensal e quando atingido os 140 pacientes, ninguém mais entra. Ou seja, há uma fila de pessoas diagnosticadas com câncer “condenadas” à morte porque o Sistema Único de Saúde não autoriza além do teto.

Resumindo: o hospital pode atender a demanda, mas precisa dos recursos e autorização, e nada. É a mesma coisa de nadar, nadar e morrer na praia. Existem ações pontuais, a exemplo da ‘Corrida do Bem’, idealizada pelo deputado Bruno Cunha Lima, com o objetivo de arrecadar fundos para o hospital, que é filantrópico.

É preciso que façamos uma ‘mea culpa’ e cobremos atitude pos parte de nós mesmos em relação ao hospital. Também não estou aqui dizendo que, com isso, vamos salvar o Laureano. Mas, sem demagogia e ideologia, não podemos ignorar.

Me remeteu a tal ‘Lista da Morte’ do Hospitais Laureano, nos idos de 2006, quando precisou-se haver uma intervenção por parte do Ministério Público Federal, com debate envolvendo as Secretarias de Saúde do Estado e de João Pessoa. À época, não haviam recursos mesmos, nem tantos equipamentos e nenhum outro centro ao qual as pessoas poderiam recorrer. Hoje, não temos ‘lista’ - não por esse ângulo -, temos equipamentos para atender mais pessoas, especialmente as carentes, e um teto sem sentido que impede o avanço.

‘Paz’ até março

O prefeito de Cabedelo, Victor Hugo, esclareceu ontem que tomou posse como presidente da Câmara Municipal “por direito”. Ele disse estar focado na administração, ao ser perguntado em entrevista no Correio Debate (CorreioSat), se a cidade terá ‘paz’ até março do próximo ano - data da eleição para escolha do novo prefeito -, ele disse que sim. “Eu sei que eu fiz um bom ano de mandato”. Victor Hugo disse que sempre foi o ‘patinho feio’. As urnas mostrarão.

E tome falta

Deve chegar nos próximos dias um processo contra o vereador José Eudes. Segundo a denúncia, o parlamentar teria se ausentado às 54 sessões realizadas pela Casa. Segundo o prefeito Victor Hugo, a decisão de cassar o mandato ou não do vereador será da Mesa Diretora. O direito a defesa deve ser dado a todos. Agora, que é um absurdo, isso é.

Desafios de Pedro

“Estou à disposição e movido pela possibilidade de contribuir no resgate da legenda. A população espera gestos. Em qualquer posição, me empenharei para sintonizar o PSDB com a nova mentalidade de país. O momento é de somar esforços para a reconstrução do Brasil”. Foi o que afirmou à coluna Pedro Cunha Lima sobre os desafios para 2019.

Morar na granja

O governador João Azevêdo já decidiu que vai morar na Granja Santana, residência oficial dos governadores da Paraíba. Na eleição passada, a Granja foi tema de promessas de campanha por parte de candidatos que garantiram transformar o espaço em um parque e até em um museu contando a história do Estado. Assim como o ex-governador Ricardo Coutinho, Azevêdo também utilizará o espaço para viver com a família durante os próximos quatro anos.

2018, só alegria!!!

O desembargador José Ricardo Porto, em conversa com a coluna por telefone, declarou que uma das maiores alegrias de 2018, para ele, foi a indicação do juiz Ricardo Vital de Almeida para desembargador para compor o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado. Promovido pelo critério de merecimento, Ricardo Vital assumiu a vaga deixada pela desembargadora Maria das Neves do Egito, em virtude de aposentadoria.

Governança em alta

O governador João Azevêdo voltou a falar sobre o Sistema de Governança Eletrônico, idealizado pelo ex-governador Ricardo Coutinho, durante a primeira reunião com os secretários: “Nós vamos implantar esse sistema para o acompanhamento de todas as ações e projetos do governo. Se a gente utilizar uma ferramenta tão bem desenvolvida como essa”. João pediu que todos apresentem as ações até o dia 15 deste mês.

Relacionadas