quarta, 18 de setembro de 2019

Pessoa Júnior
Compartilhar:

Sabe o que faz

03 de novembro de 2018
Agora que foi empossado em perfeita harmonia com conselheiros e dirigentes, cabe ao novo presidente do Botafogo, Sérgio Meira, trabalhar e fazer a torcida feliz. Não tem mistério, como diz o ex-presidente Nelson Lira, que foi vencedor em suas gestões porque colocou as divergências para escanteio e levou para o seu campo de trabalho os verdadeiros botafoguenses. Deu tão certo que fez o time campeão brasileiro com vaga assegurada na Série C.

Ainda tem torcedor que questiona a presença de Sérgio Meira como presidente e é natural. Mas a torcida pode ter certeza que ele é botafoguense, desportista nato, tem experiência administrativa, gosta de trabalhar e costuma ficar bem distante das divergências. Esse é o perfil de Sérgio Meira, que como presidente da Apcef-PB trabalhou em perfeita sintonia para estruturar a entidade que é orgulho dos seus associados.

O Botafogo tem outra dimensão, mas para quem gosta de trabalhar não é coisa de outro mundo. Tenho certeza que Sérgio Meira assumiu a presidência do Botafogo para seguir com o trabalho que vem sendo realizado e bem distante da vaidade. O Botafogo desde que foi campeão brasileiro com Nelson Lira que equilibrou as suas finanças e colocou em prática um modelo administrativo onde só participa das decisões do clube, quem gosta de trabalhar. E assim caminha o Botafogo, sem medo de ser feliz.

Acredito que Sérgio fará uma administração tranquila e se acertar nas contratações vai colocar esse time na Série B. Podem ter certeza que essa é a maior vontade de Sérgio Meira, como foi a de Nelson Lira em fazer o Botafogo campeão brasileiro e alimentar o sonho da Segunda Divisão do Brasileiro. Gosto de quem trabalha em harmonia, longe das figurinhas carimbadas e com transparência nas ações. É por isso que sempre gosto de lembrar das gestões de Nelson Lira. Acreditem que Sérgio Meira vai no mesmo sentido.

Narcilvo Cardoso

Amanhã de manhã, a partir das 8h, no mini-campo da UFPB, o sargento Odívio vai reunir os atletas e ex-atletas do Castelo Branco que foram comandados por Narcilvo Cardoso, que nos deixou recentemente. A homenagem é justa e perfeita, pois Narcilvo fez muito pelo esporte.

Positivo

Marcos Nascimento mostrou mais uma vez que é um técnico vencedor. Quando se classificou para a fase semifinal da Segunda Divisão jogou todo favoritismo para cima da Perilima e do São Paulo. Em campo o seu time mostrou garra para afastar o São Paulo do seu caminho e garantir vaga na elite do próximo ano. Em Patos, a festa é para Marcos pelo belo trabalho que vem fazendo.

Negativo

O São Paulo Crystal investiu alto para disputar a Segunda Divisão, mas dentro de campo o time não rendeu o esperado e muitas das vezes este cenário foi advertido pelo técnico Jazon Vieira. Quando entrou para a fase semifinal da competição mostrou que estava distante da elite paraibana. Agora só resta a diretoria planejar melhor e pensar na próxima temporada com um elenco de melhor categoria.

Esquerdinha

Quem também deixou o nosso convívio foi Esquerdinha. Brilhou como jogador amador e profissional, e com seus gestos de simplicidade e humildade, sempre apoiando ações sociais que envolviam comunidades carentes. No velório e no sepultamento, foram muitos os comentários positivos sobre a pessoa de Esquerdinha. Agora vive na Glória.

Relacionadas