sábado, 20 de abril de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Paqueradores

30 de janeiro de 2019
Sempre digo aos amigos, quando eles não querem me revelar algo imediatamente, que estou com brotoejas de curiosidade. Ontem quem me deixou assim, louca para saber quem são os envolvidos, foi o deputado estadual eleito Wilson Filho. No meio da entrevista que concedia aos colegas da rádio Correio Sat, Nilvan Ferreira, Victor Paiva e João Costa, Wilsinho deixou escapar que há deputados da bancada de oposição que estão se aproximando do Governo.

Foi uma declaração muito rápida em meio aos vários assuntos dos quais ele tratava e pode até passou despercebido, não pode mim que, como disse no começo, fiquei toda me coçando para saber quem são esses parlamentares que podem subir as escadas da Assembleia Legislativa para encontrar e abraçar a bancada governista.

Wilson não citou nomes. Como eu falei, foi uma frase solta, muito rápida. Mas chegou a contabilizar números e, segundo ele, pode chegar a quatro o total de oposicionistas que devem deixar essa posição política na Casa em breve. Revelou que eles irão fortalecer ainda mais o grupo de João Azevêdo e que o fio da meada para isso pode ser a eleição para presidente, onde serão escolhidos Adriano Galdino, para o primeiro biênio, e Hervázio Bezerra, para o segundo.

Bem, a base governista já tem 22 deputados, restando apenas 14 que se dizem oposição ou independentes. Agora, que comecem as apostas para saber quem dentre eles está ‘paquerando’ João Azevêdo.

Alguns deles eu já me dou ao luxo de descartar totalmente. Camila Toscano e Tovar Correia Lima, por exemplo, tenho certeza que não são. Eduardo Carneiro e Walber Virgolino, esses também aposto que não chegam nem perto da base do governo. Raniery Paulino também se manteve firme em todo o mandato de Ricardo Coutinho, é coerente demais pra comprar essa ideia agora.

TORPEDO

"Fui eleito num projeto que possibilitou uma das maiores vitórias que a Paraíba já viu saindo de uma eleição com 22 deputados eleitos E tem dois, três ou quatro deputados da oposição se aproximando. O governo vai sair muito forte dessa eleição na Assembleia."

Do deputado Wilson Filho sobre a composição da bancada governista na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Suspensos

O Tribunal de Contas determinou a suspensão de licitações nas prefeituras de João Pessoa e Sousa. Na Capital estão suspensas a compra de equipamentos odontológicos. Em Sousa, a compra de combustíveis no valor de R$ 3,1 milhões.

Pulso firme

Outra decisão vinda do TCE ontem diz respeito ao gerenciamento de Organizações Sociais em hospitais da Paraíba. Ficou determinado um prazo de 30 dias para que o governo instale uma comissão para investigar essas OSs.

Fiscal

O presidente do TCE, Arnóbio Viana, concedeu entrevista à TV Correio ontem e falou sobre a importância da população conhecer o papel que órgão desempenha. O TCE fiscaliza os recursos públicos para garantir o bom uso do dinheiro do povo.

Olho aberto

O Ministério Público ajuizou uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Caaporã, Cristiano Ferreira Monteiro. Também foi determinado o bloqueio dos bens do gestor.

Corte na Corte

O Tribunal de Justiça da Paraíba reduzirá em 64% o número de cargos de assessores do Gabinete da Presidência. Dos 14 existentes, ficarão apenas cinco, o que representará uma economia de R$ 1,2 milhão ano.

Equipe

O vice-presidente eleito do TJPB, desembargador Arnóbio Alves Teodósio, convidou o juiz José Herbert Luna para ser juiz auxiliar da vice-presidência. Foram fatores preponderantes para o convite a competência e o conhecimento do magistrado.

Juízes

O desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, anunciou os juízes Gustavo Pessoa Tavares de Lyra como diretor do fórum Affonso Campos, em Campina Grande, e Adriana Lins de Oliveira Bezerra, para o do município de Esperança.

ZIGUE-ZAGUE

< O governador João Azevêdo ainda não deixou claro o quê exatamente está sendo monitorado nas Organizações Sociais contratadas no governo passado para gerenciar alguns hospitais da Paraíba. Na semana passada ele decretou intervenção em três.

> É fato notório que essas organizações estão envolvidas em um escândalo desmantelado pelo Ministério Público no fim do ano passado na Operação Calvário. A suspeita do órgão é de desvio de verba pública e respinga direto na Paraíba.

Nice Almeida e equipe CORREIO

Relacionadas