domingo, 15 de setembro de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

O teste do Maracanã

06 de julho de 2019
O Maracanã é o maior estádio do Brasil. Sua capacidade é de 78.838 espectadores. Neste domingo, final da Copa América, estará lotado porque o Brasil decidirá o título com o Peru. Será também palco de um novo teste ao qual o presidente Jair Bolsonaro decidiu submeter o seu ministro da Justiça, Sérgio Moro, em razão das divulgações de novos diálogos roubados de telefones de integrantes da Lava Jato.

“Pretendo domingo não só ir assistir à final do Brasil com Peru, bem como, se for possível, se a segurança me permitir, irei com o Sergio Moro junto ao gramado. E o povo vai dizer se nós estamos certos ou não”, anunciou Jair Bolsonaro, ao reafirmar sua confiança no ex-juiz da Lava Jato.

Será um teste e tanto. Se for ovacionado como foi no estádio Mané Garrincha, em Brasília, durante o jogo CSA e Flamengo, será mais uma manifestação de apoio dos brasileiros, que no domingo passado foram as ruas em mais de 80 cidades do País em defesa da Lava Jato e do ex-juiz.

Considerando o registrado, ontem, em evento que reuniu investidores e executivos em São Paulo, dificilmente ele passará vergonha. Sérgio Moro foi recebido de pé, sob aplausos.

Moro, que já foi ao Senado e à Câmara Federal para falar sobre as divulgações do ‘Intercept’ de Glenn Greenwald (casado com o deputado David Miranda, do Psol, que herdou o mandado com renúncia de Jean Wylys, também do Psol), não se furtou a comentar as novas publicações.

Para quem passou no teste dos gritos e insultos dos deputados ligados ao ex-presidente Lula – foi chamado até de “covarde” e “juiz ladrão” pelo deputado Glauber Braga, também do Psol – sem mudar o tom, era o esperado.

Sobre trechos nos quais insistiria por inclusão de uma prova, Moro explicou que esqueceram de checar que o réu foi absolvido. E questionou: “Vou pedir para incluir um fato na denúncia e depois absolver? Não é nem uma questão de parcialidade. É esquizofrenia.”

O ministro repetiu que não teme o que os hackers têm. “Acho eticamente reprovável, mas não temo esse tipo de ameaça. Não tenho medo. Eu sei o que fiz na Lava Jato”.

Anitta vai cantar antes da decisão, mas os olhos estarão em Moro.

 

TORPEDO

A ampliação dos negócios no Porto de Cabedelo passa pela dragagem do nosso canal de acesso. Estamos fazendo investimentos e buscando parcerias, inclusive estivemos algumas vezes em Brasília. Essa decisão da bancada também é fruto da articulação do governador João Azevedo. (Da presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo, sobre a decisão da bancada federal de eleger a dragagem do porto como prioridade nas emendas ao orçamento 2020)

 

Vitória. O senador José Maranhão festejou a emissão, pela ANAC, do Certificado de Atividade Aérea, que permitirá o pleno funcionamento do Aeroclube da Paraíba, no Bessa. Ganhou a queda de braço com Luciano Cartaxo.

A disputa. O Aeroclube funciona no mesmo local desde a década de 50, quando a área no entorno era desabitada. Ocupa 31 hectares, que passaram a ser cobiçados por investidores e depois pela Prefeitura da Capital.

Parque. A guerra entre Aeroclube e Prefeitura ganhou notoriedade quando o ex-prefeito Luciano Agra colocou tratores que quebraram a pista, alegando risco para a população. Prometeu transformar área em parque.

Certificado. Maranhão diz que Aeroclube exerce importante trabalho para a aviação, inclusive na formação de pilotos. “O aeroclube é importante para o futuro da aviação comercial e não-comercial no País e na Paraíba”.

Concorrente . Ex-vice-prefeito de São Bento, John Lúcio se filiou ao PROS de Michel Henriques, de olho na Prefeitura, atualmente ocupada por Jarques Lúcio (DEM), que é considerado fortíssimo em disputa pela reeleição.

TJPB. O Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário tem projeto de monitoramento eletrônico de 3ª geração para apenados, que dispensa a tornozeleira e utiliza aparelho semelhante ao smartphone.

ZIGUE-ZAGUE

<O presidente Rodrigo Maia quer votar a reforma da Previdência no Plenário da Câmara, em 1° turno, nesta terça-feira, e em 2° turno na quinta-feira.

>A deputada Maria do Rosário avisou pelo Twitter que o PT fará obstrução. Repetiu que a proposta aprovada na Comissão Especial “é o fim da Previdência”.

Relacionadas