quinta, 21 de março de 2019

Sony Lacerda
Compartilhar:

Novela de Cabedelo

03 de janeiro de 2019
As posses do presidente Jair Bolsonaro e do governador João Azevêdo tiraram um pouco de foco o ‘boi de reis’ que tomou conta da sucessão na Câmara Municipal de Cabedelo e, consequentemente, da sucessão do Governo.  Quando Leto Viana foi afastado, preso e renunciar ao mandato, Victor Hugo assumiu interinamente a prefeitura. O vereador não era o primeiro nome da lista sucessória, mas acabou caindo nas mãos dele porque os colegas também foram presos.

Só que dia 1º de janeiro teve início o novo biênio e o eleito para presidir a Mesa Diretora assumiria também a Prefeitura. Só que essa eleição, bem antecipada, foi realizada em março de 2017. Victor seria o presidente da Câmara. No apagar das luzes de 2018, o que se viu foi uma verdadeira trama digna de novela: ruas vazias, Câmara ‘invadida’ - segundo Victor Hugo, havia decisão judicial para se entrar.

Antes, uma guerra de decisões por conta da disputa envolvendo a vereadora Geusa Ribeiro, que sonhava ou sonha ainda em assumir a Câmara, por tabela a prefeitura, e entrar na  nova eleição anunciada pelo Tribunal Regional Eleitoral mais cacifada. Após esse moído todinho, Victor Hugo conseguiu assumir a presidência da Câmara e retornar ao posto interino de prefeito.

Ah! A eleição, se não houver mais nenhum recurso junto ao TRE-PB, está prevista para 17 de março. É de se perguntar as consequências para a cidade de todo esse caqueado político. Tudo bem que Victor Hugo vem conseguindo colocar algumas ações para a frente. Mas, a impressão que se tem é que entra eleição e sai eleição e Cabedelo não avança. Até quando a população vai aguentar? Difícil precisar. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos...

Otimização

O governador João Azevêdo anunciou em coletiva, ontem pela manhã, que unirá a Emater, Interpa e Emepa. Na verdade, existem algumas estruturas de Governo que precisam e devem ser otimizadas. Com a junção, o Estado terá uma economia de R$ 20 milhões. João Azevêdo informou que as três empresas da administração indireta empregam 500 cargos comissionados. As empresas há muito sofriam sem investimentos, mas se fazem necessárias a um Estado tão rural como o nosso.

Aberto ao Diálogo

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, afirmou que se houver espaço para o diálogo, se referindo a João Azevedo, ele estará aberto a conversar. “Vamos ver como ele dá o tom da condução da gestão dele”, declarou Romero, que disse ainda que buscará ter uma boa relação com o Governo Federal. “Temos mantido uma boa parceria”.

Cobrança de Perto

O deputado federal Pedro Cunha Lima terá a missão de comandar o PSDB na Paraíba daqui para frente. O tucano tem se destacado nacionalmente pelo posicionamento firme na redução da máquina pública e por mais investimentos na educação. As atitudes e posições do deputado no Congresso refletem a nova imagem que o PSDB quer adotar.

A BIC é a Protagonista

Filho do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro disparou ontem, via Twitter (aliás os filhos têm sido porta-vozes do gestor nas redes sociais): “As medidas de combate à corrupção serão assinadas com caneta bic”. Nada contra a caneta, afinal usei e uso até hoje. O que interessa mesmo à população são as medidas que estarão contidas nesse papel A4, que será assinado com a bic. Espero que façam jus ao valor dado à caneta.

Paraibano na Equipe

O procurador da Fazenda Nacional Sérgio Augusto de Queiroz é o primeiro nome da Paraíba na equipe do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), que vai atuar como Secretário Nacional de Proteção Global do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos . Ele foi indicado pelo deputado federal diplomado Julian Lemos, que promete nos próximos dias revelar o nome de outro paraibano que vai atuar no Governo.

‘Banco’ do TJPB

O público externo foi beneficiado com o ‘Banco de Jurisprudência - PJe’. A ferramenta possibilita aos advogados, membros do Ministério Público e operadores do Direito realizarem consultas às decisões tomadas pelo Judiciário estadual paraibano em processos eletrônicos. O banco abrange todos os processos julgados do Tribunal e das Turmas Recursais e está disponível no site do órgão, na aba “Jurisprudência”.

Relacionadas