segunda, 14 de outubro de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Nova Assembleia?

04 de outubro de 2019
Apenas um ano e quatro meses após inaugurada, com pompa e circunstância, a obra de restauração que arquivaria de vez a ideia de transferência da Assembleia Legislativa da praça dos Três Poderes para outro local, eis que o atual presidente, Adriano Galdino, anuncia que está tentando conseguir recursos para construir um novo prédio, em terreno na BR-230 que já aprovou.

Faz tão pouco tempo da inauguração da “solução” que ainda é possível recordar os discursos elogiosos de autoridades de todos os poderes. E pelo custo total, tinha que ser perfeito: o subsolo, que abriga taquigrafia, sala de comissões e reuniões, imprensa, plenário, auditório, TV Assembleia, apoio e garagem, foi totalmente reformado.

O Centro Administrativo foi levado para o Paraíba Palace. Foram adquiridas novas câmeras para a TV, ar condicionado, luminárias, divisórias e muitos móveis. Segundo registros do SIAF, o total passou de R$ 6 milhões.

Contudo, o presidente Adriano Galdino diz que o prédio é velho, um dia o ar-condicionado não funciona, no outro falta água ou energia, e as acomodações não atendem as necessidades. Quer fazer um prédio novo onde tudo funcione e não comprometa o trabalho parlamentar.

Seu depoimento foi confirmado por vários deputados. O Cabo Gilberto (PSL) chegou a dizer que “essa Assembleia é um lixão” se comparada as de outros Estados.

Para o ex-presidente Gervásio Maia, a justificativa de que o prédio é velho não convence. “Se fosse assim, tínhamos que derrubar o Senado Federal e a Câmara dos Deputados, que são mais antigos que o prédio da Assembleia Legislativa da Paraíba. O prédio acomoda muito bem”.

Lembrou que as obras ainda estão dentro do prazo de garantia e que os deputados podem requisitar reparos de problemas detectados”.

No momento em que o Brasil luta para sair de crise que deixou milhares de desempregados, construir prédio desnecessário e uma afronta a quem paga impostos, que está perdendo benefícios na aposentadoria, que vê a saúde em decadência, assim como outros serviços.

Se realmente a reforma foi apenas maquiagem, que acionem os órgãos de fiscalização. O que não podem é planejar novo prédio sem dar uma satisfação aos paraibanos.

TORPEDO

"Nós temos que ter um perfil de candidato estabelecido em pesquisas qualitativas e, obviamente, que tenha o apoio de todo o grupo. Ninguém faz política sozinho. O Solidariedade não quer fazer política sozinho e acredito que nem os outros partidos como o PSDB, o PV... até porque quem pensa que faz política sozinho termina se isolando." Do presidente do Solidariedade e vice-prefeito da Capital, Manoel Júnior, revelando que vai buscar o apoio do seu grupo para disputar Prefeitura.

Segurança... João Azevêdo falou, em Recife, sobre a gestão da segurança pública da Paraíba. “Nós aumentamos os recursos destinados para a área, investindo fortemente em equipamentos, em inteligência e em pessoal”.

... em pauta. João disse que apenas no 1° semestre deste ano já pagou mais de R$ 12 milhões em premiações aos policiais. Defendeu efetivação do Plano Nacional de Segurança e uma política nacional integrada para a área.

O observador. Doutor em Direito pela UERJ, Marcelo Weick, além da intensa agenda nacional, fará parte da Missão brasileira que observará, em nome da Transparência Eleitoral, as eleições Presidenciais na Argentina.

O especialista. Antes das eleições, Weick participará de eventos eleitorais. No país vizinho, será um dos especialistas internacionais que falarão sobre pontos sensíveis do processo eleitoral em contexto de polarização.

O professor. Antes, inicia o curso de Especialização em Direito Eleitoral, do qual é coordenador, oferecido pela UERJ e Escola Judiciária do TRE-RJ. Tem como objetivo a qualificação de profissionais na atividade contenciosa.

Virtual. Com acervo de 37.709 processos na plataforma Processo Judiciário Eletrônico, a 1ª Vara de Executivos Fiscais, que tem como juiz João Batista Vasconcelos, digitalizou e já tem o seu Cartório Virtual.

ZIGUE-ZAGUE

O fenomenal Jackson do Pandeiro será homenageado, no seu centenário de nascimento, pelo Congresso Nacional, com exposição sobre sua vida e sua obra.

A proposta, da senadora Daniella Ribeiro e do deputado Aguinaldo Ribeiro, tem curadoria do Museu de Arte Popular da Paraíba. Será aberta nesta terça-feira.

Relacionadas