terça, 22 de outubro de 2019

Pessoa Júnior
Compartilhar:

Na vontade

19 de junho de 2019
Muita gente apostou no poder de reação do Treze na partida contra o Confiança-SE, no Amigão, mas deu tudo errado. O time não se encontrou em campo e acabou tomando três gols na primeira etapa, com a defesa brincando de jogar futebol e gerando uma insatisfação geral para os torcedores que prestigiaram o elenco na certeza de que o Galo da Borborema começaria um novo tempo no último domingo.

Com o novo fracasso o Treze permanece na zona de rebaixamento, com seis pontos em oito jogos que disputou até agora na Série C do Campeonato Brasileiro. São quatro derrotas, três empates e apenas uma vitória. Uma campanha desastrosa para quem entrou pensando e sonhando com o acesso. A torcida sofre e com razão, pois essa negatividade do Galo da Borborema vem desde o Campeonato Paraibano, onde sofreu para permanecer na Primeira Divisão.

Uma semana inteira de muito trabalho. É o que tem o novo técnico Kleber Romero e seus comandados para que possam começar a mudar esse quadro indigesto e que só gera revolta entre os torcedores que pensaram em algo diferente na Série C do Campeonato Brasileiro. A ordem é reagir sim, pois os números são bem adversos nessa zona de rebaixamento. É lamentável essa situação do Galo da Borborema, que não esboçou nenhum tipo de reação na maioria dos jogos que disputou.

O elenco do Treze vai ter que trabalhar forte e melhorar muito, pois o seu próximo adversário é o Botafogo que tenta se fortalecer cada vez mais no G-4 e vai jogar em casa, com o apoio da sua torcida. O clássico guarda muitas emoções e os torcedores esperam por um futebol de qualidade. Os dois times precisam do resultado e isso com certeza vai exigir criatividade e determinação. Não existe favorito. Apesar da campanha ruim, o Treze exige e merece respeito dos seus adversários.

Jogo beneficente

Matheus Cunha da Seleção Brasileira sub 20 e Otávio que joga no Porto devem participar de um jogo beneficente que é proposta do presidente do Cabo Branco, Gilberto Ruy. O evento será no dia 27. Beto, ex-Fluminense, Gil Bala, Maia, entre outros, também estão na ação.

POSITIVO

A iniciativa de Gilberto Ruy já ganhou a adesão de muitos desportistas. Todos com o objetivo de arrecadar alimentos e roupas para as vítimas das chuvas que estão caindo em João Pessoa. Até o dia 27, com certeza vai aparecer muito mais gente na secretaria do Cabo Branco para fazer a campanha crescer e minimizar a dor daqueles que estão necessitando de ajuda como roupas e alimentos. Parabéns Giba.

NEGATIVO

Aumenta a cada dia a confusão no Campinense. Até ontem ninguém queria assumir o comando do clube. O presidente eleito, Erivaldo Ferreira, nem tomou posse. O vice-presidente, Antônio Carlos, também desistiu. Todos estão com medo da dívida do clube. Dizem que ultrapassa a casa de R$ 30 milhões. O problema é que a Raposa arrecadou bem nos últimos anos, mas o dinheiro não foi bem aplicado. E haja crise.

Santos

A estreia do Santos de Tereré no Campeonato Paraibano Sub-10 está marcada para o próximo dia 6 de julho, contra CSP, no Estádio Almeidão, às 16h. O técnico Gil Bala está comandando o time pela segunda vez, cheio de otimismo. Acredita que este ano ganha o direito de ser um dos representantes da Paraíba na Copa São Paulo.

NO FOCO

O secretário de Esportes de João Pessoa, Emano Santos, está empenhado na realização do Campeonato de Seleções de Bairros. O evento está na pauta de trabalho e vem ganhando força. A bola rola no segundo semestre.

O time de voleibol do Colégio Polígono, categoria 12-14 anos, é só otimismo para a final da etapa João Pessoa dos Jogos Escolares da Paraíba. Vai enfrentar o Marista a partir das 14h de hoje, no ginásio da UFPB. O professor Jorge Carvalho tem a sua disposição os seguintes atletas: Antônio Víctor, Bruno Vianna, Cauan Vitor, Davi Colaço Davi Firmino, Eric Cauê, Gleydson Arthur, José Igor, Pyetro Henrique, Ronald Vieira e Sávio da Costa. O voleibol do Polígono vive um bom momento.

 

Relacionadas