sexta, 21 de setembro de 2018

Roberto Cavalcanti
Compartilhar:

Merece aplausos

22 de fevereiro de 2018
No sábado, 17 de fevereiro, estando em Lisboa, recebi convite para conhecer uma sofisticada obra da construção civil portuguesa.

Como estava com Sandra, arquiteta aplicadíssima em suas viagens internacionais e que aceitaria de bom grado o convite, e como eu, por temperamento, não me desligo mesmo em viagem de descontração do pragmatismo da vida, aceitei de imediato.

Estou sempre atento a novas oportunidades. E foi com esse espírito que fui vivenciar a experiência.

Visitamos, na companhia de um empresário português amigo, o complexo habitacional “Prata Living Concept”. Um fantástico empreendimento de engenharia e arquitetura desenvolvido pelo italiano Renzo Piano.

Foi dentro do atelier deste premiado arquiteto – ele recebeu o “Pritzker”, que vem a ser o Nobel da Arquitetura -, que nasceu o projeto “Renzo Piano Building Workshop”, para ser um marco na cidade.

Realmente fiquei encantado com o que vi em termos de conceito global, mas principalmente sua preocupação com uso de tecnologias para sustentabilidade e especificações em materiais de acabamento presentes no grandioso empreendimento.

Saí de lá entusiasmado com o que está ocorrendo por todo o Portugal, em particular com a nova Lisboa. “O local é o rejuvenescimento de uma antiga área da cidade, antes ocupada pela Fábrica de Materiais de Guerra do Braço da Prata”.

A gentileza e atenções dos empreendedores portugueses, que nos proporcionaram tal visita, se estenderam a um convite para a noite portuguesa. Imperdível!

Nas conversas amenas durante o jantar, nos intervalos de um bom fado na tradicional casa “Sr. Vinho”, procurei retribuir, em parte, as atenções recebidas. Sabedor de que a família que nos convidava é também empreendedora no Brasil, em particular na Paraíba, me ofereci, como nativo, para ser um facilitador em caso de eventuais dúvidas na nossa terrinha.

Foi nesse momento que fiquei vaidoso por nossa João Pessoa. Foi-me narrado o excepcional tratamento que os mesmos estão recebendo em nossa terra. Sendo mais específico: ouvi rasgados elogios dirigidos ao senhor José Rivaldo Lopes, diretor de Controle Urbano da Prefeitura da Capital.

Eu, acostumado com as dificuldades burocráticas brasileiras, e eles, com a burocracia que herdamos da Corte, tomei um susto. No melhor sentido, é claro.

Como, na Europa, um profissional de uma Prefeitura brasileira é reconhecido, junto com sua equipe, por serem honestos, competentes e facilitadores de negócios?

Em meio às muitas manchetes relatando corrupção de quem recebeu a confiança e cargos de poder dos brasileiros, um exemplo de decência e compromisso com a cidade. Um profissional que não cria dificuldades para vender facilidades.

Viva o Brasil! Nem tudo está perdido.

Relacionadas