domingo, 08 de dezembro de 2019

Fábio Cardoso
Compartilhar:

Gratidão a Lena Guimarães

19 de novembro de 2019
Gostaria de dedicar a coluna de hoje à jornalista Lena Guimarães, que nos deixou ontem após lutar contra um câncer. É uma forma de agradecer a tudo que ela representa para o jornalismo paraibano, em especial, ao crescimento profissional que muitos de seus colegas de redação aqui do CORREIO. Não foram momentos apenas de alegria e fraternidade. Tivemos muitos embates na defesa de pontos de vista, mas sempre pensando no crescimento da empresa. Jornalismo com “ética e paixão”. E era essa paixão que nos movia, que nos fazia brigar pelas melhores informações e discutir de forma dura, mas madura e profissional, para levar aos leitores a melhor e mais completa notícia.

Assino essa coluna há mais de 10 anos. Foi Lena Guimarães que confiou em mim para assiná-la. Estou editor de Economia e Turismo há mais de 15 anos. Igualmente, tendo o privilégio da confiança dela no meu trabalho.

Lena também me chamou para iniciarmos um projeto de reforma no Jornalismo da TV Correio, quando a empresa decidiu fazer uma reformulação total. O Jornalismo atual teve como incubadora as mãos dela que, novamente, confiou no meu trabalho para chefiar e editar o Jornal da Correio por quase dois anos. Sem abrir mão da editoria do jornal impresso.

Li e ouvi muitos depoimentos sobre Lena Guimarães. E fico pensando e me questionando o por que muita gente não fez essas referências quando ela estava em vida. Talvez até me inclua nessa lista, pela falta de atitude, mas a gente nunca sabe o dia de amanhã.

Ontem foi um dia muito difícil para todos, mas um comentário que ouvi de uma das pessoas mais próximas de Lena me deixou ainda mais abalado. Essa pessoa me disse: “Quando soube da morte dela, lembrei logo de você. Ela tinha um carinho muito grande e especial por você e respeito...” Pois é.

Foram mais de 20 anos de convivência quase que diária e nos faltou exaltar ao outro esse respeito, essa admiração...

Continuaremos seguindo e levando esse espírito profissional ensinado por Lena, sempre com ‘ética e paixão’.

Embratur completa 53 anos

Fundada em 1966, pelo então presidente Castelo Branco, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) completou 53 anos de fundação ontem. Responsável pela divulgação do país no exterior e pela promoção do turismo, o órgão passou por diversas transformações nestas décadas. Em 2019, o instituto retoma seu protagonismo político dos anos anteriores, sendo transformada em agência nos próximos meses. Com um orçamento para promoção do país no exterior em torno de U$S 8 milhões, o Brasil perdeu sua capacidade de investimento em 82,36% desde 2011. A Nova Embratur retomará a competitividade internacional perdida. Para termos de comparação, em 2017, a Argentina investiu US$ 60 milhões e o México US$ 400 milhões. Com a transformação da Embratur em agência, o órgão passará a receber verbas do Sistema S. A expectativa é de que o seu orçamento pule para cerca de U$S 150 milhões.

Feira de profissões

A Faculdade Estácio de João Pessoa promove hoje uma Feira de Profissões, oportunidade para estudantes do Ensino Médio, conhecerem um pouco mais sobre o dia a dia das carreiras. O evento será no campus da Estácio do Mag Shopping, das 8h às 11h30 e espera receber cerca de 200 alunos de escolas públicas e privadas de João Pessoa. Na ocasião, professores da Estácio serão os orientadores dos jovens, tirando dúvidas, falando sobre o campo de atuação de cada profissão, faixa salarial, e promovendo atividades práticas, como oficinas. A Feira de Profissões da Estácio é gratuita e aberta ao público, mas com vagas limitadas, portanto os interessados devem garantir a inscrição através do e-mail: https://forms.gle/nVxXoqMyCmLyRv5y8

Investimento para ter água

AMA, marca de água mineral da Cervejaria Ambev, que destina 100% de seu lucro para levar água a quem não tem, vai investir cerca de R$ 720 mil em projetos até o final de 2019. Serão 18 empreendimentos, entre construção de sistemas de abastecimento de água, cisternas para armazenamento e sistemas de reuso de água em escolas em sete estados que compõem o semiárido brasileiro: Paraíba, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Sergipe, Alagoas, Ceará e Piauí. Até agora, a marca financiou 31 projetos que beneficiaram 29 mil pessoas e até o final do ano serão 43 mil.

Acesso à água na paraíba

Recentemente, foram inaugurados projetos de acesso à água potável em escolas de três comunidades no interior da Paraíba, beneficiando 2.383 pessoas nas cidades de Umbuzeiro, Serra Redonda e Mogiro. No total foram investidos R$ 80 mil para instalação de cisternas de armazenamento de água, sistemas de reuso de água e implantação de hortas e pomares. O projeto, totalmente financiado por AMA, contou com o apoio da Fundação Avina e Serviço Pastoral dos Migrantes do Nordeste.

Programa Open Future

De olho na educação voltada para o empreendedorismo nas escolas, a TrêsBê Educação, Inovação e Eventos, realiza no próximo dia 05 de dezembro, no auditório do Sebrae, o Programa Open Future, metodologia inovadora que traz habilidades importantes no mercado 4.0, com foco na inovação e startups. As inscrições custam R$ 60 para gestor educacional escolar, pais e tutores e convidados e podem ser feitas até o dia do evento.

Relacionadas