terça, 19 de março de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Foco no que interessa

23 de fevereiro de 2019
Deputada estadual em primeiro mandato, a socialista Pollyanna Dutra leva para a Assembleia Legislativa, além da força da mulher sertaneja, a experiência de quem já foi prefeita de Pombal por duas oportunidades, exerceu outros cargos no Executivo.

Eleita presidente da principal comissão da Casa - a de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) - num processo interno em alta temperatura dentro do seu partido o PSB, chega ao posto com a intenção de ser uma ponte entre o Legislativo e o Executivo.

Segundo Pollyanna, em entrevista concedida ontem ao programa Correio Debate da 98 FM, sua eleição para a presidência na CCJ a coloca como ponto de equilíbrio, devido ao bom relacionamento com ambos, entre governistas e opositores.

Pollyanna deixou claro que sua experiência no Executivo é mais um aspecto positivo para que a relação de adversários ocorra em alto nível, no debate e na disputa democrática. Lembrou das discussões na véspera travadas com os deputados oposicionistas Wallber Virgolino e Cabo Gilberto, em que após a exposição dos pensamentos, ninguém saiu com a cara fechada ou chateado com o outro. É nesse nível que a neo-parlamentar pretende seguir no mandato.

Questionada sobre sua postura desagradar o governador João Azevêdo ou o líder político Ricardo Coutinho, a deputada afirmou que não estava na Assembleia para agradar ou desagradar alguém, mas, para cumprir as leis.

Em vários momentos da entrevista deixou claro que não tem perfil de subserviência e nem de beligerância. “Não vim para brincar. Dediquei uma vida inteira e chego na esperança de fazer o bem pelo Sertão, de onde venho”, comentou.

A deputada também fez a defesa de mais tempo para que o governador João coloque sua marca na gestão. Lembra que é uma continuidade, cuja mudança não pode ser definida com uma canetada qualquer, precisa de equilíbrio e diálogo. Para ela, o tempo é de espera, numa referência à cobrança feita pelo deputado Nabo Wanderley, na véspera no mesmo programa radiofônico.

Tendo travado disputa interna por espaços, Pollyanna defende que é o momento de esquecer os atritos e focar na governabilidade.

É tudo o que Azevêdo espera. (Damásio Dias)

TORPEDO

"Existe para cada coligação suplentes. Se você imaginar que vai resolver o problema de todos os suplentes, você teria de tirar metade da Assembleia para todos entrarem. Estamos discutindo e verificando a possibilidade de fazer os convites para deputados participarem do governo como secretários."

Do governador João Azevêdo, ao comentar o não aproveitamento de suplentes de deputados na gestão ou abertura de vagas na Assembleia.

Se correr...

À espera de nomeações no Governo do Estados, cabos-eleitorais estão correndo atrás de seus candidatos, eleitos ou não, para apresentar a fatura da campanha e exigir o acertado. Momentos de tensão nos corredores do poder na Paraíba.

...o bicho pega

Após a cobrança pública de Nabor Wanderley ao governador João por reunião, já se fala nos bastidores de uma possível troca de liderança na base governista. A interlocução na Casa estaria afetada desde a virada na eleição da Mesa para o 2º biênio.

Futuro

Candidato a vice-prefeito da Capital em 2016, o deputado Wilson Filho propôs visita da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa ao Trauminha de Mangabeira, hospital da rede municipal de Saúde. Quer garantir funcionamento da unidade. E o Trauma estadual?

Aprendizado

Na primeira semana de trabalhos no plenário da Assembleia, deu para perceber que os novatos ainda derrapam na comunicação formal que o ambiente exige. Há parlamentares que tratam os colegas por você, não respeitam os apartes e nem o limite de tempo nas falas.

Formação

O presidente do TRE-PB, desembargador Carlos Martins Filho, participa do “Seminário Políticas Judiciárias e Segurança Pública”, do CNJ, segunda e terça-feira, em Brasília.

Retorno

O vereador João Corujinha (DC), presidente da Câmara de João Pessoa, confirmou para a terça-feira o retorno das atividades. Para gerar economia, o expediente continuará corrido, até às 14h, com exceção do plenário.

ZIGUE-ZAGUE

< As Comunidades Casa da Paz Maria de Nazaré e Eucarística Deus És Fiel foram as beneficiadas com mais de 1,5 tonelada de alimentos arrecadados na 11ª edição do chá solidário.

> A entrega foi feita pela primeira-dama da Capital Maísa Cartaxo. As instituições prestam importante serviço de acolhimento a pessoas carentes da cidade.

Damásio Dias e Equipe CORREIO

Relacionadas