terça, 19 de março de 2019

Sony Lacerda
Compartilhar:

Felipe fortalece o DEM

13 de fevereiro de 2019
Depois de algumas décadas em baixa, quase cambaleando no cenário político nacional, eis que ressurge com força total o Democratas, ou simplesmente DEM, legenda fundada no ano em 1985, com o nome de Partido da Frente Liberal (PFL), a partir de dissidências no então Partido Democrático Social (PDS), que de democrático nada tinha e foi gerada a partir do fim da Aliança Renovadora Nacional (Arena), com o fim do bipartidarismo. A Arena deu total sustentação ao regime militar, durante mais de 20 anos. O PFL surgiu em 1985 e o DEM, no ano seguinte, sob a liderança do ex-governador da Bahia e ex-senador, Antônio Carlos Magalhães, já falecido.

Após algumas décadas de revezamento de MDB e PSDB no comando da Câmara e do Senado, o DEM apareceu com força, este ano, e elegeu os presidentes das duas casas: Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Sem sombra de dúvidas, o DEM se se fortaleceu. Além do mais, o partido tem pelo menos três filiados com cargos importantes no Governo do presidente Bolsonaro.

Na Paraíba, o ex-senador Efraim Morais e seu filho, o deputado federal Efraim Filho, também se fortalecem. Os dois comandam o DEM no Estado. E o partido já começa a ganhar musculatura de destaque na política estadual. Tem em seus quadros o ex-deputado estadual e ex-vereador pessoense Raoni Mendes- que não obteve êxito nas últimas eleições- e filiou o deputado estadual Felipe Leitão, que era suplente de vereador em João Pessoa e foi eleito com mais de 28 mil votos pelo pela legenda Patri.

Felipe também assumiu o comando do partido em João Pessoa. Segundo ele, sua missão será preparar o DEM para as eleições municipais do próximo ano na Capital. Deve realizar uma campanha de filiações para ter nomes viáveis disputado vagas na Câmara Municipal. “O DEM tem peso e musculatura”, comentou o parlamentar.

Pode ser Damásio

A família Franca começa a se preparar, desde já, para a sucessão municipal em João Pessoa, no próximo ano. A ideia é fortalecer o nome do vereador Damásio Franca Neto, que está realizando o mandato exitoso na Câmara Municipal de João Pessoa. Dependendo das articulações, Damásio Neto- filho do ex-prefeito Chico Franca, sobrinho do ex-deputado Neto Franca e neto do ex-prefeito Damásio Franca- poderá ser apresentado como candidato ao Paço Municipal.

Sorte lançada

Vereador de primeiro mandato, Damásio Franca Neto tem dois importantes cabos eleitorais (pai e tio). Seu avô, por exemplo, foi prefeito de João Pessoa em quatro ocasiões. Damásio vem se destacando, cada vez mais, no mandato de vereador. Tem três opções: disputar a prefeitura, tentar repetir o mandato de vereador ou apresentar-se como opção para vice.

Dentro de 60 dias

O prefeito Luciano Cartaxo e o secretário Durval Ferreira visitaram, anteontem, as novas instalações da Secretaria de Ciência e Tecnologia e do Polo Extremo Oriental das Américas. De acordo o secretário, as instalações estarão prontas dentro de aproximadamente 60 dias. A visita também foi acompanhada pelo chefe de gabinete do prefeito, Lucélio Cartaxo.

Espaços

Nada mais justo que o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, abra mais espaços para o PSDB no governo municipal. Aliado de primeira hora na campanha de Lucélio Cartaxo, no ano passado, o partido está enfraquecido na gestão da Capital. O prefeito poderia receber a indicação de um nome vindo do ninho tucano para comandar, quem sabe, a Secretaria de Esporte. E dentro da gestão já tem um tucano gabaritado para o cargo, o atual adjunto da Habitação, André Coelho.

Reconduzido

Portaria assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, designa o desembargador João Benedito da Silva para exercer a atribuição de Gestor das Metas Nacionais 1, 2, 3, 4, 6 e 8 do CNJ, no âmbito do TJPB. Para o cumprimento de cada meta, devem ser estabelecidos procedimentos para o monitoramento dos dados estatísticos e indicadores do atendimento das metas do Judiciário.

Segurança

Todos os Postos de Atendimento Bancário, que sejam instalados em unidades do Poder Judiciário, deverão obedecer a norma estabelecida pela Comissão Permanente de Segurança.O entendimento foi realizado entre o TJPB, por meio da Comissão, que tem a frente o desembargador Carlos Martins Beltrão Filho, com o Banco do Brasil. A instalação dos serviços de segurança do PAB, que funciona no Anexo Administrativo já está funcionando.

Relacionadas