sexta, 24 de janeiro de 2020

Fábio Cardoso
Compartilhar:

Escola de negócios

07 de dezembro de 2019
Uma das dez melhores escolas de negócios do mundo agora está mais próxima dos gestores paraibanos. É que a H. Forte, associada à Fundação Dom Cabral (FDC), inaugurou, ontem, o escritório de João Pessoa, no Eco Business center, no Miramar. De acordo com o presidente da H.Forte, Horácio Forte, a decisão mostra que a instituição aposta na retomada do crescimento econômico do Brasil e, especialmente, da Paraíba. “Acreditamos no potencial de desenvolvimento do empresariado paraibano, da economia paraibana. É uma iniciativa para nos conectarmos ainda mais com clientes, pessoas jurídicas, empresas, indivíduos, organizações públicas, procurando colaborar com a melhoria da gestão em cada um desses segmentos”, declarou Horácio.

Primeira turma

O evento também marcou o início da primeira turma de pós-graduação da FDC no estado, focada em Gestão de Negócios. O curso, que tem duração de aproximadamente dois anos, é voltado para executivos que desejam liderar e empreender no mercado global ou transformar a realidade de suas organizações. Entre os módulos, estão Marketing, Pessoas, Projetos, Finanças, Estratégia, Intraempreendedorismo, Análise de Investimentos, Liderança e Gestão de Conflitos.

Quadrilhando

foi dado o ponta-pé inicial para o desenvolvimento do projeto Quadrilhando, em Campina Grande. Nessa edição 2020, o projeto ganha o fundamental suporte financeiro da Caixa Econômica Federal, que irá disponibilizar R$ 210 mil, a título de patrocínio, que serão gastos nas próximas seis edições a partir de então. O evento ocorreu no cenário onde acontecerão as apresentações das quadrilhas juninas em 2020, na Vila Sítio São João. Na oportunidade, a secretária de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande, Rosália Lucas, destacou a importância das quadrilhas juninas para a economia da região, tendo papel de protagonista como atrativo turístico no período de São João.

Moção de aplauso

Na última quarta-feira, dia em que se encerrou o 14º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, foi aprovada uma Moção de Aplauso ao evento na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). A moção foi apresentada por meio de requerimento, assinado pelo deputado Jeová Vieira Campos e aprovada na sessão desse dia, com comunicação imediata ao diretor executivo do Fest Aruanda, o professor Lúcio Vilar, e ao executivo da Cinépolis Brasil, Luiz Gonzaga de Luca, e à gerência local da rede de cinemas. As demais empresas que apoiaram e patrocinaram o evento também foram citadas na moção.

Relevância do Fest Aruanda

A homenagem, de acordo com o próprio parlamentar, justifica-se na relevância do evento para o audiovisual paraibano e brasileiro. Nesta edição, a produção cinematográfica da Paraíba foi a grande vencedora, com prêmios de melhor longa e melhor curta das mostras mais concorridas do festival: a Mostra Nacional Competitiva de Curtas e Longas-metragens e a Mostra Sob o Céu Nordestino, das quais saíram vitoriosos “Desvio”, de Arthur Lins, e “Quitéria”, de Tiago Neves, respectivamente. Além dos dois principais prêmios, a Paraíba levou outros 19, com obras diversas e em diferentes categorias.

 

Relacionadas