segunda, 14 de outubro de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Enfim, a lista do PSB

02 de outubro de 2019
Desde 16 de agosto, quando a Direção Nacional anunciou a dissolução do Diretório da Paraíba, motivada pela “renúncia coletiva” de 51% dos seus membros, a pergunta que os aliados do governador João Azevedo faziam era: onde está a lista para que seja conferida?

Quem conseguiu a lista foi Flávio Moreira, que ocupava o cargo de secretário-geral. Estando em Brasília a trabalho – ele é advogado – aproveitou e protocolou requerimento à Direção Nacional. Recebeu na tarde de segunda-feira, e ao analisar os nomes, comprovou que “de fato o que houve foi um golpe” e que a lista foi uma “fraude”.

Moreira explicou que o Diretório tinha 71 integrantes, sendo que dois se retiraram do partido, restando 69. Quando conferiram a lista, constataram 35 assinaturas, sendo que três foram desautorizadas após esses diretorianos descobrirem o objetivo. Conclusão: “Com 35 não dá 51% de 71. Quando você tira as três que foram desautorizadas ficam 32 assinaturas. É para ser 51%. Eles teriam que ter 36 assinaturas” disse.

Moreira afirmou que vai questionar a dissolução do Diretório Estadual na Nacional. Para ele é importante saber que se houve indução a erro ou conivência.

A lista pode causar outro impacto: como tem as assinaturas de pelo menos 12 ocupantes do primeiro e segundo escalões do governo João Azevedo, permaneceriam nos cargos por gesto magnânimo do atual gestor ou seriam substituídos por ainda dedicarem sua lealdade ao antecessor, já que estão em cargos denominados “de confiança”?

A Comissão Provisória do PSB, que tem Ricardo Coutinho como presidente, divulgou nota pública na qual revela que o partido não estava sendo bem cuidado – o motivo da dissolução. Que é bem menor do que se fala. Não existiria em 200 municípios, mas em apenas 44. Reafirma que foi a aprovação da gestão que garantiu a vitória em 2018.

E conclui dizendo que não abrirão mão do compromisso com o partido, e que vão defendê-lo dos que “se pautam em seus próprios interesses pessoais sem compromisso com a causa socialista e partidária”.

O arremate é apelo à paz: “Seguiremos juntos com o governo que elegemos, somando esforços na defesa do projeto que construímos através de nossas bandeiras de lutas históricas, com a participação efetiva dos filiados que estiveram nas ruas garantindo a vitória e a continuidade das mudanças conquistadas e reafirmadas pelo povo paraibano”. Com a palavra, João Azevedo.

TORPEDO

"Ao contrário do que foi anunciado amplamente pela mídia, que o partido estaria estruturado em mais de 200 municípios, não passamos de 32 comissões provisórias e 12 diretórios. Uma discrepância de mais de 179 comissões e/ou diretórios nos 223 municípios da Paraíba." Nota da Comissão Provisória Estadual do PSB, presidida pelo ex-governador Ricardo Coutinho.

Ministro. O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Ramos virá à Paraíba sexta-feira. Terá reuniões com o governador, parlamentares e prefeitos sobre prioridades da Paraíba.

Regras. Os presidentes da Câmara e Senado garantiram aos governadores que vão aprovar normas para distribuição dos recursos da cessão onerosa até novembro, para garantir dinheiro nos caixas dos Estados ainda este ano.

Cade. A senadora Daniella Ribeiro foi a relatora, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), relatora da indicação de Alexandre Cordeiro Macedo para superintendente-geral do Cade. Foi sabatinado e aprovado pela CAE.

Cade 2. Já no Plenário, por 56 votos a favor, 8 contra e uma abstenção, foi aprovada a indicação de Walter de Agra Júnior para o cargo de procurador-chefe do Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Foco. A secretária de Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas nega intenção de ser candidata nas eleições de 2020. Diz se sentir honrada pela lembrança, mas está comprometida em dar resultados a Campina Grande.

Velocidade. O Diário da Justiça registra contrações, por parte do TJPB, de novos links de dados de internet, com maior velocidade, para todas as comarcas. O diferencial é o incremento sensível de velocidade, além de sua expansão.

ZIGUE-ZAGUE

-A CCJ da Câmara parecer favorável à proposta que determina que crimes comuns conexos aos crimes eleitorais devem ser julgados pela Justiça Comum.

-Foi decisão do STF que em caso de crimes interligados, seguiriam para a Justiça Eleitoral. Para virar lei devem passar pelos plenários da Câmara e Senado.

Relacionadas