sexta, 20 de setembro de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Derrotado e descrente

02 de fevereiro de 2019
Eu não saberia jamais descrever os sentimentos do deputado Hervázio Bezerra no dia de ontem na Assembleia Legislativa da Paraíba. Imagino que se todos nós, que apenas assistíamos, ficamos boquiabertos de tanta surpresa, ele deve estar no mínimo tonto até agora. É bem verdade que o nome dele para concorrer ao cargo de presidente da Casa para o 2º biênio ainda era incerto. Não sua candidatura, mas a sua vitória. Ao contrário de Adriano Galdino, que já chegou falando como comandante. Mas daí para a reviravolta ocorrida... foi absolutamente inesperado o que aconteceu.

Há dias já se sabia Galdino seria eleito presidente da Assembleia. E quase todos acreditavam que o mesmo aconteceria com Hervázio, porque mesmo a oposição ainda estando indecisa a bancada governista é muito maior, mais forte e, esperava-se, unida. Não foi, contudo, o que se revelou. Na última hora o deputado Tião Gomes, que chegou na Casa dizendo que ia bater chapa com Hervázio, mudou de ideia, retirou a candidatura e lançou Galdino para a reeleição. E o socialista não se fez de rogado. Foi logo aceitando e sagrou-se vitorioso com Tião ao seu lado como vice-presidente.

Ninguém sabe ao certo o que aconteceu. É difícil afirmar se o convite de Tião a Galdino já estava acertado anteriormente, se a decisão foi surpresa para o governo, se os deputados já tinham conhecimento do que estava por vir. Adriano Galdino garante que não. Diz que apenas sentiu-se tocado pelo pedido de Tião. Hervázio levanta dúvidas sobre isso e diz acreditar que já estava tudo acertado. Tudo ainda está muito confuso e a maioria ainda está atordoada com a mudança.

De qualquer forma só quem perdeu mesmo foi Hervázio, já que Galdino assegura sua permanência na bancada governista. Resta saber se o governador João Azevêdo ainda o aceitará, pois não se sabe o que também está se passando na cabeça de João neste momento.

TORPEDO

Nossa intenção é continuar governo para que possamos dar governabilidade a João. Me encontrei com Hervázio e João, mas fiquei muito sensibilizado com a fala de Tião. Ele fez o apelo, fez um desafio e sou homem de desafio e resolvi acompanhar.

Do novo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, após eleição que o escolheu para comandar a Casa por quatro anos.

Surpreso.  Hervázio não pensa igual a Galdino. Disse que a Paraíba deve tirar suas próprias conclusões e que para ele já estava tudo acertado entre os deputados.  “Com ele eu cumpri meu papel, honrei, votei nele. Não estou magoado, estou surpreso”.

Oposição forte. Para o deputado estadual, Eduardo Carneiro, a unidade da bancada oposicionista foi decisiva para a vitória de Adriano Galdino. Carneiro disse ter certeza que, para o 2º biênio, Galdino teve mais votos dos ‘adversários’.

É namoro... Em meio a toda essa confusão de eleição e mudança de cenário na Assembleia Legislativa, uma conversa chamou a atenção do jornalista Alexandre Freire, do Portal Correio, que fazia a cobertura da posse dos deputados.

... ou amizade? Num canto de parede, adversários históricos da cidade de Guarabira conversavam e riam alegremente. Raniery Paulino e Zenóbio Toscano batiam um bom papo que terminou com muitas gargalhadas.

Em Brasília. Lá a posse foi bem mais tranquila. Pelo menos entre os deputados paraibanos chegavam ao Congresso Nacional. Destaque para as mulheres que estão fazendo a diferença. Daniella Ribeiro e Edna Henrique têm a chance de lutar por todas lá.

Improbidade. A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Pombal ingressou com uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito do Município de Lagoa, Sertão do Estado, Magno Demys de Oliveira Borges.

Explicação. O promotor de Justiça Leidimar Almeida Bezerra explicou que a ação é um desdobramento do inquérito civil público instaurado pela promotoria em função de diversas irregularidades praticadas em 2012 e apontadas pelo TCE-PB.

ZIGUE-ZAGUE

O 1º evento da Agenda Cultural da gestão do desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos como presidente do Tribunal de Justiça vai acontecer no dia 14. Será uma solenidade alusiva ao centenário do desembargador Antônio Marques Mariz Maia.

O evento é coordenado pela Comissão de Cultura e Memória do Poder do Judiciário, presidida pelo desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque e será realizado na Sala de Sessões do Tribunal Pleno, às 17h.

 

Relacionadas