domingo, 17 de fevereiro de 2019

Sony Lacerda
Compartilhar:

Cordão umbilical sousense

24 de janeiro de 2019
Pela primeira vez, desde a década de 1960, a cidade de Sousa, uma das mais importantes do Estado da Paraíba, ficará sem qualquer representação na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. Já houve tempo em que Sousa teve dois deputados federais, o que foi bom para a região. De um lado, estava Marcondes Gadelha. Do outro, Antônio Mariz. Adversários ferrenhos, os dois davam tudo de si, em Brasília, para atrair benefícios para a chamada Cidade Sorriso. Além deles, Sousa já teve outros federais como Inaldo Leitão e Leonardo Gadelha, por exemplo.

Hoje, em fim de mandato de deputado federal, está Marcondes Gadelha, que assumiu ano passado, em consequência da morte de Rômulo Gouveia, então representante de Campina Grande. E em fim de mandato estadual está Lindolfo Pires Neto. Outros nomes que representaram Sousa no Parlamento Federal foram André Gadelha e João Estrela como a cidade ficou sem nomes tradicionais da política local no Parlamento Estadual,

por exemplo, caberá a um jovem ex-vereador de João Pessoa, que tem raízes na região, o papel de representar Sousa na Assembleia. Trata-se de Felipe Leitão, que, contrariando a todos os políticos de Sousa, surpreendeu e foi eleito deputado estadual com quase 28 mil votos.

Felipe se diz preparado para representar a Paraíba como um todo. É neto de um ex-deputado estadual sertanejo -Eilzo Matos-, sobrinho do ex-deputado federal Inaldo Leitão e filho do empresário Mikika Leitão, que também já militou na política e chegou a assumir por um período uma cadeira na Assembleia. “Todo o meu cordão umbilical é da cidade de Sousa, embora eu tenha nascido em João Pessoa”, comentou Felipe Leitão, que saiu da condição de suplente de vereador da Câmara Municipal de João Pessoa direto para a titularidade do mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Maia x Maia

Se o deputado federal Rodrigo Maia depender do ‘primo’ Gervásio Maia para ser reeleito presidente da Câmara Federal, desista. Em entrevista ontem ao Correio Debate (CorreioSat), o atual presidente da ALPB disse que o PSB emitiu uma nota dizendo que não vai votar em Rodrigo, que é do Democratas, e ele foi eleito pela legenda socialista. Mas, Gervásio agradeceu a Maia o apoio dado para a expansão da TV Assembleia no Estado. Gratidão é tudo.

Encontro

O governador João Azevêdo vai receber hoje, em audiência, o deputado estadual Manoel Ludgério e uma comitiva de prefeitos. O parlamentar garante que o encontro é apenas administrativo para apresentar ao governador as demandas de alguns municípios. Será que não irão discutir a posição do deputado na Assembleia Legislativa? sei não!!!

Gol de placa

A deputada Camila Toscano cobrou uma fiscalização minuciosa do Governo do Estado sobre as denúncias de fraudes envolvendo o Gol de Placa que teria sido utilizado por times de futebol na ânsia de garantir mais dinheiro nas arrecadações dos jogos. Para isso, as agremiações utilizavam CPFs de pessoas de outros estados para aumentar o número de notas fiscais.

Advocacia municipalista

A Apam em parceria com a OAB-PB e com a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) realizam, hoje, no auditório da OAB, a partir das 8h, um evento com palestras, mesas redondas e homenagens para marcar o Dia do Advogado Municipalista. Durante o seminário serão debatidos temas como tentativa de criminalização da advocacia, a importância da comunicação no meio jurídico e contratação de advogados por inexigibilidade de licitação.

Pesar

Com propositura do desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, em sessão ordinária realizada ontem pela manhã, os membros da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba aprovaram Voto de Profundo Pesar pelo falecimento da senhora Natércia Coutinho, mãe do ex-governador do Estado Ricardo Coutinho. Ela faleceu aos 93 anos de idade, no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, no último domingo.

Aprovação unânime

O vereador Marcos Vinícius comemorou ontem a aprovação das contas da Câmara da Capital por unanimidade, enquanto esteve presidente (2017 e 2018), pelo TCE-PB. Marcos Vinícius agradeceu aos conselheiros pela orientação técnica durante a gestão. “Sabemos que

cuidar bem dos recursos públicos é uma obrigação de todos gestor, mas não posso deixar de agradecer a todo corpo técnico da Casa Napoleão Laureano”.

Relacionadas