segunda, 08 de março de 2021


Compartilhar:

Comunicação falha

14 de março de 2020
Em tempos de coronavírus, a comunicação eficaz está em falta. Fui buscar no site da Rockcontent um resumo: “Uma comunicação eficaz é quando o que falamos é sempre compreendido pelo interlocutor. Ela precisa cortar ruídos, impedir desentendimentos e acabar com a frustração de uma mensagem transmitida pela metade ou de maneira errada”. E quando eu falo dessa comunicação, me refiro aqui à comunicação institucional.

Ontem, o Governo falhou e com um assunto grave e que envolve o chefe maior do País, o presidente Jair Bolsonaro. Parecia até jogo de contrainformação, informações desencontradas, e resultou no próprio Bolsonaro indo à rede social Twitter para dizer: “Não acredite na mídia fake news. São eles que precisam de vocês”. Mas, quem deve comunicar o quê?

Ora, se veículos de comunicação informam que o presidente da República testa positivo para o coronavírus e outros dizem que testou negativo, quem tem que dar a verdadeira informação é o próprio Governo. Pelo contrário, deixou que as informações cruzadas se estendessem. Como a comunicação oficial não funcionou, Bolsonaro voltou ao Twitter para afirmar que o teste deu negativo. Além disso, ironizou através da foto na postagem da rede social Instagram em que aparece com um gesto nada educado.

Da mesma forma, tenho observado, essa comunicação entre governos e população tem deixado a desejar. Não adianta proibir voos vindos de esse ou aquele lugar. É preciso distribuir máscaras com os usuários de companhias aéreas, colocar pessoas com folhetos ou tirando dúvidas, distribuindo álcool em gel. É preciso dizer a verdade em relação aos números da doença e quais os grupos de risco.

Quando se diz “fique em casa”, automaticamente gera pânico, correria a supermercados, por exemplo. É uma doença ainda desconhecida em relação a tratamentos eficazes e rápidos, mas já se trabalha na busca de uma vacina. É preciso ter muito cuidado para que a economia não decline ainda mais. Por outro lado, as pessoas precisam adotar bom senso, ler, saber do que está se falando, não apenas seguir o que está posto em redes sociais. Hoje, até meme se transformou em fonte de informação e até mesmo de deboche. Não é para pânico, mas também não é para rir porque o momento requer precaução.

Prestígio de Nilvan

O comunicador Nilvan Ferreira chegou com festa e prestígio ao MDB, comandado pelo senador José Maranhão. Pré-candidato a prefeito de João Pessoa e já assumindo o discurso, Nilvan disse que é preciso derrubar o muro que divide a cidade: entre os bairros mais cuidados da orla e os bairros da periferia que carecem de atenção por parte do poder público. “Essa cidade precisa de uma gestão que converse com as pessoas”, declarou.

MDB no estado

Durante o evento de filiação de Nilvan Ferreira, ontem, o senador José Maranhão disse que o partido trabalha em todos os municípios do estado, em alguns casos com candidatura própria, e em outros fazendo alianças com partidos que se assemelhem ao que pensa o MDB. “Temos recebido muitas filiações de pessoas dispostas a entrar na disputa”.

Aliança com o PSL

“Eu faço fé em Nilvan por várias razões, entre elas, o fato de ele ser humilde”, declarou Maranhão, já anunciando a pré-candidatura do comunicador. O partido, aliás, já trabalha a aliança com o PSL de Julian Lemos. O deputado federal participou do evento. “Nós temos uma aliança já firmada”, disse Lemos, que não adiantou quais seriam os nomes para vice.

Coronavírus 1

A Assembleia Legislativa baixou um decreto ontem sobre como o Poder vai se posicionar, a partir de agora, em relação ao coronavírus. Entre outros, está a suspensão de sessões solenes, especiais abertas, audiências públicas, eventos de lideranças partidárias e de Frentes Parlamentares, além da realização na Casa de eventos coletivos, que não estejam diretamente relacionados às atividades legislativas do Plenário e das Comissões.

Coronavírus 2

Em virtude da pandemia do coronavírus, decretada pela OMS, membros da Presidência e do Setor Médico do TJPB se reuniram para discutir procedimentos que vêm sendo adotados em outros tribunais. Na ocasião, foi determinada a confecção de material explicativo (impresso e vídeo) sobre prevenção.

Coronavírus 3

Esse material será distribuído em todas as unidades do Poder Judiciário paraibano. Também decidiu-se  recomendar a publicidade do aplicativo de consulta processual online para que os advogados e usuários da Justiça limitem as idas aos fóruns e prédios do Judiciário, podendo fazê-lo apenas em caso de extrema necessidade.

Emergência

O governador João Azevêdo determinou, ontem, a decretação de situação de emergência em saúde pública em virtude da epidemia de coronavírus (Covid-19) no Brasil com potenciais repercussões na Paraíba. A medida, que será publicada no Diário Oficial do Estado de hoje, tem caráter preventivo e objetiva assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no Estado, que possui 13,32% de sua população acima de 60 anos.