quinta, 21 de março de 2019

Fábio Cardoso
Compartilhar:

Carteira de quadrilheiro

18 de dezembro de 2018
A Confederação Brasileira dos Quadrilheiros deve criar uma cartilha que irá balizar o trabalho de reconhecimento e necessidades dos profissionais que atuam nas quadrilhas juninas em todo o país. Uma das propostas seria a realização de um censo nacional e, posteriormente, a criação de uma carteira nacional de quadrilheiro. A ideia também é buscar projetos para a melhor gestão das quadrilhas, bem como recursos federais para o movimento junino nacional. De acordo com Lima Filho, presidente da Associação das Quadrilhas Juninas de Campina Grande, para que esse trabalho tenha peso e consistência, é urgente saber quantos e quem são os quadrilheiros que atuam em todo o Brasil.

Maior legitimidade

Com esse levantamento, explica Lima Filho, fica mais legitimada a busca de parcerias no comércio, por exemplo, na compra de tecidos, calçados, maquiagem para os quadrilheiros, entre outros setores produtivos de formação das quadrilhas juninas. Lima Filho, que participou em Brasília do II Simpósio de quadrilhas juninas, realizado nos dias 13 a 15 de dezembro, disse que ainda não há uma data para o começo do censo. Primeiro, a confederação está procurando parcerias ou apoio de uma entidade pública para a criação de um aplicativo que permita a realização do censo.

Dinheiro para o carnaval

A Prefeitura de João Pessoa, por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), lançou, ontem, o Edital para inscrição de projetos de cultura popular vinculados ao ciclo do Carnaval, a serem incentivados pelo Fundo Municipal de Cultura (FMC). O prazo de inscrição vai até o dia 15 de janeiro de 2019. O valor total do investimento é de R$ 410 mil. Conforme o edital, compreendem-se como projetos de cultura popular vinculados ao ciclo de Carnaval aqueles destinados a viabilizar a participação de agremiações carnavalescas no Carnaval Tradição de João Pessoa, bem como a realização de três prévias, sendo uma para as alas ursas e batucadas, e duas para as demais agremiações beneficiadas pelo edital.

Propostas contempladas

Estão contempladas no edital cinco propostas de R$ 23 mil para Escolas de Samba, totalizando R$ 115 mil; cinco propostas de R$ 12 mil para os Clubes de Orquestra do Grupo A, totalizando R$ 60 mil; e quatro propostas de R$ 11 mil para os do Grupo B, em um total de R$ 44 mil; oito propostas de R$ 13 mil para as Tribos Indígenas, totalizando R$ 104 mil, e dez propostas de R$ 8.700 para Ursos e Batucadas, em um total de R$ 87 mil. As inscrições serão feitas exclusivamente na sede da Funjope (Rua Duque de Caxias, 352), de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h. O interessado deve apresentar uma série de documentos previstos no edital. Tanto o edital como os formulários estão disponíveis no portal da Prefeitura de João Pessoa, no endereço https://transparencia.joaopessoa.pb.gov.br/#/licitacoes?id=2682

Drive-Thru do McDonald’s em Campina

O McDonald’s inaugurou na semana passada o primeiro Drive-Thru da rede em Campina Grande, adequado aos novos conceitos globais da marca, que trazem maior conforto e tecnologia aos seus consumidores. O  restaurante  conta com uma estrutura com menu board digital e totens de autoatendimento, que possibilitam a customização dos itens do cardápio. Além disto, o local proporciona um ambiente agradável para reunir toda a família com design inovador, já oferecido aos seus clientes por países como: EUA, França e Argentina. Até o fim de 2019, toda rede brasileira estará operando no novo padrão.

Impacto da judicialização na saúde

A Câmara Técnica de Saúde da Paraíba realizou sua última reunião de 2018, ontem. As autoridades dialogaram, com a coordenação do juiz Marcos Coelho de Salles, sobre os avanços das ações da entidade, os dados da Secretaria de Estado da Saúde quanto aos custos dos casos atendidos pela demanda judicial, as possibilidades de desjudicialização e a implantação da Lei. O juiz federal João Pereira também coordena os trabalhos. “Foi muito importante a avaliação dos dados apresentados pela Secretaria de Saúde sobre o impacto financeiro da judicialização no Estado, bem como a exposição da realidade de cada membro do Comitê, canalizado em um debate institucional, razão maior do existir do próprio Comitê”, destacou o magistrado Marcos Salles.

Projeto Junta Mais

O “Junta Mais”, Projeto Social Salinas de Ribamar, da comunidade carente que a Coopere do Iesp, coordenada pelos professores Cicero Lacerda e Adelice Luz realiza suas ações, recebeu a doação da renda do bazar no valor de R$ 2.628 e brinquedos da campanha promovida pelo Iesp. O muro da escola, que antes servia de alvo para treino de tiros, hoje foi recuperado pelos alunos com desenhos ao som de músicas com o tema da paz. “Nossas ações sociais nunca param. Uma autocrítica de que podemos fazer muito mais! Quer ajudar? Venha! Vamos nos reunir e fazer mais pelos necessitados”, disse a diretora geral, professora Erika Marques

Relacionadas