domingo, 08 de dezembro de 2019

Sony Lacerda
Compartilhar:

Cartaxo e 2020

30 de novembro de 2019
A saga do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, em busca de um sucessor para chamar de seu. É mesmo que eu estar vendo o grand finale de 2018, quando o gestor passou metade de 2017 percorrendo os municípios da Paraíba, falando em parcerias, mas com ares de pré-candidato ao Governo do Estado, para depois levantar a bandeira e desistir.

Algo deu errado nesse vai e vem na BR-230 que Cartaxo anunciou a desistência de disputar as eleições, meio que esfacelando as oposições. Agora, o presidente estadual do PV anunciou que não revelará em dezembro, como havia dito no início deste mês, o nome do escolhido. Vai ficar mesmo para 2020.

“Nós não estamos em campanha. Estamos trabalhando e isso é o mais importante. Em 2020, o PV vai apresentar um nome forte, competitivo para ganharmos as eleições e dar sequência ao trabalho”, declarou essa semana Luciano Cartaxo. Mas, está muito claro que ele não está parado, ainda mais em um cenário de incertezas de aliados, que não dá para garantir se são realmente.

Existem duas questões cruciais. Primeiro, ainda não há um nome do PV - porque Cartaxo sempre frisa que será um nome do partido - que aglutine forças capazes de levar a eleição, se não no 1º Turno, mas ir para um 2º Turno.

Segundo, é preciso avaliar bem o cenário, incluindo-se aí o paredão Ricardo Coutinho, que continua com o discurso que pode ser ele o candidato do PSB, mas já meio que apresentou o deputado federal Gervásio Maia. Para mim, não passaria de cortina de fumaça. Todos sabem que é uma questão de honra para o ex-governador voltar a comandar a Prefeitura da Capital. Tudo tem um propósito. Abram do olho, heim.

O Democratas já saiu na frente com o suplente de deputado Raoni Mendes, que tem se posicionado nas redes debatendo sobre João Pessoa e questões que a cercam como mobilidade urbana, políticas públicas, infraestrutura e educação. Raoni está à disposição, mas não me parece, pelo menos ainda, que o DEM esteja disposto a segurar a mão dele para valer. Recentemente, em entrevista ao Correio Debate (CorreioSat), o senador José Maranhão afirmou que o PMDB terá candidato, mas falta ainda aquela pessoa a representar a legenda na Capital.

A bem da verdade, João Pessoa nunca esteve tão carente de nomes que reúnam coerência, carisma e que tenham densidade eleitoral, além da capacidade em aglutinar as forças. Quer dizer, temos forças, mas cada um no seu quadrado. Prevalecendo aí a individualidade. E, em eleição, ninguém caminha sozinho. Corre-se risco de a oposição, mais uma vez, cair na mesmice de uma demora sem fim, como aconteceu ano passado, e não obter êxito. É esperar janeiro chegar agora.

Canetaço, não

Sobre as últimas exonerações de aliados de Ricardo Coutinho por parte do governador João Azevêdo, o líder Ricardo Barbosa foi bem claro: “As pessoas que têm cargo no Governo e que não estiverem alinhados com o pensamento do governador e Governo, essas sim, podem arrumar as malas”. O deputado disse que não crê em ‘canetaço porque não é o perfil de João Azevêdo. Mas, tem gente madrugando, esperando o Diário Oficial.

Frente em Cabaceiras

Presidida pelo deputado estadual Eduardo Carneiro, a Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico se instala hoje na cidade de Cabaceiras, no Cariri. O intuito é debater sobre questões ligadas a caprinovinocultura e o turismo na região. O encontro está sendo realizado no Clube Social da Ribeira.

Destaque

A deputada Camila Toscano participou do Encontro Nacional de Deputados Estaduais do PSDB, em Brasília e teve muita voz e vez. A parlamentar paraibana, que vem se destacando no cenário nacional na luta contra a violência contra a mulher, teve espaço para fala e assegurou que o PSDB está cada vez mais próximo da população.

Devolvido

Um terreno desapropriado em 2012, pelo Governo do Estado, no Distrito Industrial de João Pessoa, será ‘devolvido’ para os antigos proprietários, tendo em vista que nada foi realizado no local, passados sete anos. A decisão é da juíza Flávia Costa Lins Cavalcanti, durante audiência de conciliação no Cejusc Fazendário, no Fórum Cível da Capital. A magistrada atendeu a um pedido de liminar formulado pela empresa Itapoa Produtos Elétricos S/A.

Juntos e misturados

O Complexo Habitacional Aluízio Campos uniu os secretários de Planejamento, Tovar Correia Lima, e o chefe do Gabinete do prefeito, Bruno Cunha Lima. Esta semana, os dois foram até o complexo decidir a instalação da guarda municipal. Os dois estão no páreo, dentro do grupo do prefeito Romero Rodrigues, para ser o nome a disputar a Prefeitura de Campina Grande.

Mobilização

A Confederação Nacional de Municípios promove, no dia 3 de dezembro, Mobilização Municipalista contra a extinção de Municípios. Na Paraíba, seriam 67. A mobilização também vai pressionar parlamentares para a aprovação de pautas prioritárias que tramitam no Congresso Nacional, como a do 1% do Fundo de Participação dos Municípios de setembro e a inclusão de municípios na Reforma da Previdência.

Relacionadas