quarta, 17 de julho de 2019

Edinho Magalhães
Compartilhar:

Atricon: R$ 90 bi em obras paradas

23 de junho de 2019
A Atricon, Associação Nacional que congrega os presidentes dos Tribunais de Contas do país, presidida pelo paraibano Fábio Nogueira, acaba de divulgar estudo com material gráfico exibindo diagnóstico de grandes obras suspensas e/ou paralisadas no Brasil.

Trata-se da consolidação de um levantamento executado pelos 33 Tribunais de Contas do país, entre os meses de fevereiro e março deste ano. As informações foram obtidas a partir de um questionário elaborado pelos TCs e aplicado junto aos jurisdicionados de cada um deles, com resultado assustador. Os Tribunais de Contas do Brasil detectaram 2.555 obras (paralisadas ou suspensas), com valores contratados que atingem a cifra de R$ 90 bilhões!

O presidente Fábio Nogueira salienta que os números são tão expressivos que fará a Cooperação Técnica entre a Atricon, o CNJ e o TCU, assinada em 4 de junho, a atuar imediatamente.

O relatório está disponível em: http://www.atricon.org.br/wp-content/uploads/2019/06/Atricon-Obras-Paralisadas.pdf

Ruy & o trabalhador rural

O deputado Ruy carneiro comentou com a coluna que a luta por melhorias nas condições de trabalho no campo é uma das prioridades de seu mandato. Ele participou esta semana do lançamento do novo ‘Plano Safra’, no Planalto, e aprovou a iniciativa do Governo Federal.

Plano Safra

O plano contará com mais de R$225 bilhões para apoiar pequenos médios e grandes produtores, com aportes ao crédito (custeio e comercialização) e investimentos na industrialização. “Isso já é um grande avanço, mas é preciso ir mais longe para nossos agricultores produzirem mais”.

Enquete de Efraim

Pelas redes sociais o deputado Efraim Filho abriu enquete para seus seguidores e internautas opinarem sobre a iniciativa do Governo em flexibilizar a posse de armas para o cidadão. Para participar basta entrar em sua página no facebook ou instagran.

Gervásio x Moro

Esta semana o deputado Gervásio Maia foi um dos signatários de ‘Indicação Parlamentar’ ao presidente Bolsonaro pedindo a exoneração do ministro Sérgio Moro, “pelos graves fatos apontados na matéria do site intecept Brasil”. A propositura deverá ser ignorada pelo Presidente, mas está sendo lembrada pelo eleitor cidadão. Seja apoiando ou criticando a idéia.

Moro mais forte

Fato é que boa parte da imprensa nacional, além de assessorias parlamentares e de consultorias legislativas, ouvidas pela coluna, avaliaram que o ministro Sérgio Moro “foi muito bem na sabatina”, esta semana, na CCJ do Senado: “ele saiu maior do que quando entrou”.

Moro de volta

O Ministro Sérgio Moro, aliás, poderá voltar ao Congresso Nacional na próxima terça, 25, para ser ouvido como convidado de reunião conjunta das Comissões de Direitos Humanos, Trabalho e Administração da Câmara dos Deputados. Mas ele não é obrigado a comparecer.

Comissão houve Gleen Greenwald

No mesma terça, 25, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara estará ouvindo o jornalista Glenn Greenwald, no plenário 10, às 15hs, que teria divulgado os vazamentos das conversas dos membros da Lava Jato no site ‘intercept’.

Frei Anastácio pede audiência

Ainda sobre a Comissão dos Direitos Humanos, o deputado Frei Anastácio apresentou requerimento (44/19), para realização de diligência em João Pessoa sobre conflitos de terras, após ações de despejos de pessoas carentes de bairros da cidade. A matéria será deliberada.

PDT de Damião na Previdência

O partido do deputado Damião Feliciano participa ativamente das reuniões da Reforma da Previdência na Comissão Especial, que continua nesta próxima terça, 25. O partido é autor de emenda que diminui para 50% o ‘’pedágio de servidores públicos (em tempo a mais de serviço para aposentadoria) pela regra da estabilidade, proposto pelo Governo.

"Estou ainda mais convicto das posições coerentes que adotei. Aos destemperados, meu equilíbrio de sempre”. Senador Veneziano vital sobre as criticas à sua iniciativa de votar contra o decreto presidencial das armas.

Relacionadas