domingo, 08 de dezembro de 2019

Pessoa Júnior
Compartilhar:

Até quando?

20 de novembro de 2019
Henrique Smith é mais um atleta paraibano que implora por ajuda para representar a Paraíba numa disputa nacional de taekwondo. No início da semana passada foi flagrado pedindo apoio em um dos semáforos da Avenida Maranhão, mostrando a triste realidade do nosso esporte, que ainda sente a falta de incentivo dos setores privado e público, que preferem gastar com outros segmentos.

O triste é saber que Henrique Smith não está pedindo fora do normal, até porque a Copa Brasil será realizada em Natal. Como o seu pai Cristiano Henrique está desempregado, perdeu aquela condição de antes, quando bancava as despesas desse talento, que apesar das dificuldades que enfrenta, mantém a esperança de um dia ser atleta olímpico e encher de orgulho aqueles que agora acreditam no seu talento.

Confesso que fiquei emocionado quando vi Henrique Smith no semáforo pedindo apoio. O coração também bateu forte ao ouvir o relado de dificuldades feito pelo seu pai, Cristiano Henrique. Foi por isso e por reconhecimento a esse talento esportivo, que unimos forças no Sistema Correio de Comunicação para amenizar a dor desse garoto, cheio de vontade, talento e amor por uma Paraíba que não acredita na força do esporte.

Aos 16 anos e com um futuro promissor, Henrique Smith já tem três títulos do Campeonato Brasileiro, um ouro no Torneio Argentina Open, além de oito títulos do Campeonato Paraibano da modalidade. Revela tristeza, por conta da desvalorização de atletas que conseguem feitos nacionais e não são reconhecidos pelo poder público na Paraíba. Infelizmente essa realidade se arrasta ao longo dos anos, o que faz muita gente deixar a terra natal para tentar a sorte e o reconhecimento noutro Estado.

Dúvida

Alguém precisa explicar e tornar real para o público a naturalidade do recordista paralímpico, Petrúcio Ferr eira, que brilha no cenário internacional. Ele é paraibano? Quem conhece bem as suas origens diz que não. Se for verdade, é melhor acabar com o teatro.

Positivo

O presidente do Botafogo, Sérgio Meira, está trabalhando com a sua diretoria na busca de mais algumas contratações, mas sem revelar nomes. O objetivo é qualificar cada vez mais o elenco que está sendo colocado a disposição do técnico Evaristo Piza para as disputas da próxima temporada. Na próxima semana pode ter mais novidades para a torcida. Pode ser o camisa 9 tão esperado na Maravilha do Contorno.

Negativo

A correria foi grande, maior ainda o desespero dos técnicos e atletas que vão representar a Paraíba na etapa nacional dos Jogos da Juventude. As passagens foram liberadas de última hora e a delegação estão a embarcando na maior correria para Blumenau. O pior de tudo é saber que algumas figurinhas carimbadas viajaram com dinheiro no bolso e para não fazer nada, apenas turismo.Ainda falta compromisso com o esporte.

Sucesso

A paraibana Joyce, que defende as corres do Corinthians-SP, se apresentou para o período de treinamentos da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, que no próximo ano disputará o Sul-Americano. Joyce, que começou na Escolinha de Futebol do Clube dos Oficiais, já vive uma grande fase. A garota vai longe.

No foco

A técnica Rossana Marques, que tem uma história de importantes conquistas, principalmente no comanda do Seleção Brasileira de Beach Soccer, confirmou presença no Prêmio Melhor do Esporte, com os destaques da temporada.

O professor João Augusto, do Colégio Polígono, já está na torcida pelo time de voleibol masculino comandado pelo professor Jorge Carvalho, que vai representar a Paraíba nos Jogos Escolares da Juventude. O grupo viaja amanhã cheio de confiança e disposto a fechar a temporada com chave de ouro. Jorge Carvalho tem como assistente técnico, Dumerval Gólzio. Ontem de manhã, ele se reuniu com o professor João Augusto, onde começou a definir metas para 2020.

Relacionadas