segunda, 15 de julho de 2019

Edinho Magalhães
Compartilhar:

As Reformas que Precisamos

06 de janeiro de 2019
Com o presidente eleito e empossado em Brasília, as expectativas agora se voltam para os primeiros atos do Governo que, como já anunciado, passam pelas reformas que serão apresentadas ao Congresso Nacional. Apesar do ‘disse me disse, não disse’ dos últimos dias, a equipe de Bolsonaro fala da imprescindível ‘Reforma Previdenciária’, para diminuir o déficit existente e crescente, ampliando a idade mínima da aposentadoria num modelo de transição; O mercado, as empresas e a indústria, falam da imperiosa ‘Reforma Tributária’, para simplificar os impostos, diminuir a carga tributária, ampliar a base de arrecadação e melhorar a capacidade de investimentos. Os entes federados e os municípios alertam para a necessária ‘Reforma do Pacto Federativo’, onde a União diminuiria sua parcela no Orçamento Geral em benefício dos Estados e das Cidades, diminuindo déficits e dívidas internas. A sociedade, por sua vez, aguarda uma ‘Reforma Administrativa’ no serviço público – “dispendioso, burocrático e lento” - com a implantação da propalada ‘meritocracia e produtividade’ aos que tem ‘estabilidade’. E para sermos justos e corretos, precisamos ainda da reforma da ‘Cidadania’, entre outras reformas, para realmente termos um Brasil melhor com brasileiros melhores, diminuindo a corrupção, as fraudes, os golpes, os conchavos, as negociatas, as facilidades, o jeitinho brasileiro de ‘alguns muitos’ sempre querendo levar vantagem sobre tudo e sobre todos. Não adiantaria termos um país cujo sistema seja um jogo cheio de boas regras com jogadores ruins e uma torcida muda. Aliás, o papel da torcida cidadã é importantíssimo como fiscal das faltas e erros dos que estão escaladospro jogo. O ‘torcedor-eleitor’ não pode se limitar apenas ao voto e cruzar os braços. O pós- voto é tão importante quanto, pois, pior do que anular um voto a cada quatro anos é ‘se’ anular por quatro anos entre um voto e outro. Por isso, amigos, mãos à obra. Avança Brasil!

Eleições no Congresso

Outro assunto que vai dominar o cenário político do país, será a eleição das Mesas Diretoras do Congresso. A depender dos eleitos, o novo Governo terá maior ou menor dificuldade de aprovar uma agenda de reformas e prioridades. As eleições ocorrem em 2 de fevereiro.

Na Câmara...

Hoje o deputado Rodrigo Maia seria favorito. O PSL do presidente Bolsonaro, que deverá se tornar a maior bancada da Câmara – e com receio de concorrer e ficar sem nada - declarou apoio à sua reeleição na semana passada. O PP de Aguinaldo Ribeiro deverá fazer o mesmo.

...E no Senado!

Já no Senado o jogo é de bastidores. E o mais exímio jogador desse flanco é Renan Calheiros, que a sociedade e o novo Governo não aprovam. Se eleito mais uma vez presidente, dizem que Renan não teria dificuldades de convencer boa parte de seus pares a tentar barrar as intenções do ex-juiz Sérgio Moro em investigar Congressistas, na ‘Lava Jato 2’.

Efraim na Posse

Um dos mais animados parlamentares na posse do presidente Jair Bolsonaro semana passada em Brasília, foi o paraibano Efraim Filho. Pelas redes sociais postou fotos com prefeitos, governadores, colegas, aliados e com convidados ilustres, além do próprio Bolsonaro.

Entrevista na CORREIO

O deputado eleito Julian Lemos foi um dos primeiros políticos a serem entrevistados pela rádio CORREIO FM de Campina Grande em 2019. Na noite da última quinta, ele revelou seu compromisso em inserir a Paraíba no protagonismo das decisões em Brasília.

Indicação & Diálogo

Julian tem feito indicações de paraibanos a cargos estratégicos do Governo. Uma delas resultou na nomeação do pastor-procurador Sérgio Queiroz para a Secretaria Nacional de Direitos Humanos. Se as iniciativas do instituto ‘Cidade Viva’, por exemplo, forem replicadas em cada capital, já teremos um grande avanço na área.

Almoço da Bancada 2019

A diretoria do Sistema CORREIO confirmou para o próximo dia 28 de janeiro o tradicional “Almoço com a Bancada Federal”, comemorando o 4° ano da coluna “Direto de Brasília”.

"Pátria Amada, Brasil"

Novo slogan do Governo Federal, lançado sexta à noite pelo twitter.

Relacionadas