segunda, 11 de novembro de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

As férias de Ricardo

22 de outubro de 2019
Governador por oito anos, ninguém duvida que Ricardo Coutinho está precisando de férias, principalmente após o estresse da operação Calvário, que levou seu sucessor João Azevedo a demitir oito secretários de sua confiança; dos efeitos colaterais de sua intervenção no comando do PSB paraibano, com destituição de Edvaldo Rosas; e do racha subsequente no grupo socialista.

Ricardo Coutinho embarcou ontem para a Europa, deixando para trás as três crises. Vai poder passear com a família e tentar esquecer os problemas – como as prisões de Ivan Burity, Eduardo Simões Coutinho e de Jardel Aderico da Silva, este último acusado de entregar R$ 4 milhões em propinas na Paraíba, para que pudesse fornecer livros para a Secretaria de Educação - mas não será esquecido.

Sabe-se que o Gaeco/MPPB está analisando o material recolhido nas 5ª e 6ª fases da Calvário, e que o MP do Rio de Janeiro já denunciou os 22 envolvidos no Estado, e cita vários paraibanos, entre eles o irmão de Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho.

O documento produzido pelo MPRJ tem nada menos que 721 páginas. Narra episódios nos quais Michelle Cardoso, secretaria de Daniel Gomes da Silva (Cruz Vermelha), fala sobre seu medo de vir a Paraíba transportando dinheiro como a “caixa de vinhos” que entregou a Leandro Azevedo no Hotel Hilton, no Rio de janeiro.

Além de outros diálogos, a denúncia registra o acompanhamento, voto a voto, das apurações das eleições de 2014, e também fala sobre a “doação eleitoral” de R$ 300 mil feita por um tio de Daniel Gomes, Jaime Gomes da Silva, a campanha de Ricardo Coutinho, em 29 de novembro de 2010. No dia seguinte, 30 de novembro de 2010, foi transferida para a campanha do candidato a governador do PSB.

Argumentam os promotores: “Dado que Jaime Gomes da Silva é português, nunca possuiu domicílio eleitoral na Paraíba, parece improvável que tal contribuição de campanha houvesse decorrido de um impulso espontâneo de participar do debate político paraibano, mas sim do interesse em construir um cenário mais favorável aos interesses comerciais do seu sobrinho”.

É por isso que Ricardo pode tirar férias da Calvário, mas a Calvário dificilmente fará o mesmo por Ricardo.

Torpedo

"Sair de onde eu saí, passar pelas coisas que eu passei para chegar onde estou hoje, não foi fácil. Mas, com fé em Deus, com a ajuda da minha família e meus amigos, consegui vencer as dificuldades e empecilhos. Portanto, estou muito feliz em estar hoje presidente da Assembleia, buscando dar minha contribuição para uma Paraíba melhor e mais justa para todos." Do presidente da Assembleia, Adriano Galdino (PSB), agradecendo o título de Cidadão Pessoense concedido pela Câmara de João Pessoa.

No Senado

Daniella Ribeiro recebeu o primeiro grupo de paraibanos sorteados para o projeto “Você no Senado”. São cinco jornalistas, mas nos seguintes serão estudante, advogados, empreendedores, donas de casa, dentre outros.

Aproximação

“Vou leva-los para conhecer a rotina de um parlamentar em Brasília. Considero importante aproximar o nosso trabalho da sociedade”, disse a senadora, que ofereceu jantar de boas-vindas aos profissionais.

Portas abertas

Hoje, o grupo participará de palestra com consultor legislativo do Congresso; depois, acompanharão Daniella em sessão da CAE e da Educação. Na sequência, vão conhecer setor de Comunicação.

Bastidores

O grupo ainda assistirá reunião da bancada do Progressistas e dos líderes partidários com o presidente Davi Alcolumbre. Por fim, vão para o plenário do Senado para acompanhar votação da reforma da Previdência.

Tatuagem...

O juiz Antônio Carneiro, da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, determinou a participação de Erivaldo Domingos Soares em todas as etapas do concurso público para Curso de Formação de Soldados da PM.

... não desclassifica

Após ter sido aprovado nas etapas anteriores, o candidato foi considerado inapto no exame de saúde por possuir tatuagem de escorpião, medindo 15x10 cm, na região deltoide do braço esquerdo. Agora pode.

Zigue-zague

A deputada Joice Hasselmann, destituída da liderança do governo na Câmara, garante que a tempestade mais forte sobre o partido passou e prevê tempos de bonança.

“A confusão maior foi na semana passada e no fim de semana. Então, estamos construindo um caminho para a pacificação”. (...) Todos estamos empenhados nisso”.

Relacionadas