segunda, 19 de agosto de 2019

Sony Lacerda
Compartilhar:

Articulação na cidade de Sousa

05 de janeiro de 2019
Depois da covarde atitude do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, de espancar, sem dó nem piedade, a advogada Myriam Gadelha, com quem estava se relacionando amorosamente, a imagem do gestor, que já não era boa perante a sociedade, ficou ainda mais ruim. Se ele pensava em se candidatar à reeleição, nas eleições municipais do próximo ano, pode tirar do cavalinho da chuva.

Em Sousa, um grupo de lideranças articula movimento político cuja finalidade será acabar com a esperança (se é que ainda tem) de Fábio Tyrone continuar atuando na política local. Até porque, a agressão física e psicológica praticada por ele contra Myriam Gadelha, não sairá das cabeças das pessoas nem tão cedo.

Dentre as novas lideranças que estão se articulando para comandar a política de Sousa, a partir de agora, estão a própria Myriam Gadelha, e seu irmão, Lafayette Gadelha (ambos filhos do ex-prefeito Salomão Gadelha, já falecido). Também integram o grupo o vereador Cacá Gadelha (PSDB), o médico José Célio (PPS), o também médico Guilherme Carvalho (PSDB) e a vereadora Bruna Veras (Pros). Myriam e Lafayette estão sem partido, mas transitam bem no grupo de oposição.

O grupo ainda pode contar com a experiência do ex-prefeito e ex-deputado estadual André Gadelha, que foi aliado de primeira hora do ex-prefeito Salomão Gadelha. André era prefeito em 2016 e perdeu a disputa pela reeleição para Fábio Tyrone.

Em conversa com a Coluna, Lafayette Gadelha disse que qualquer um dos integrantes do grupo pode ser o candidato a prefeito em 2020 com o intuito de derrotar Tyrone, caso ele tenha coragem de ir para a disputa. Depois do que ele fez, muita gente acredita que o prefeito pôs um fim nas pretensões políticas.

Sucessão em Pombal

Enquanto os deputados eleitos e reeleitos em 2018 se preparam para assumir seus mandatos no dia 1º de fevereiro, as articulações políticas no interior do Estado estão voltadas para as eleições municipais de 2020. Em Pombal, o médico e prefeito Dr. Verissinho, tem correspondido às expectativas da população e deve disputar a reeleição com reais chances de êxito no pleito do próximo ano. Mas enfrentará o forte grupo da ex-prefeita Polyana Dutra.

Mesmo em recesso

Mesmo em período de recesso, o vereador Luiz Flávio compareceu anteontem ao seu gabinete, na Câmara de João Pessoa, para atender eleitores que o procuraram. Outro vereador que foi à Câmara, anteontem pela manhã, foi o novo presidente da Casa, João Corujinha (DC), que está se inteirando de toda a parte burocrática do Poder Legislativo. Exceto os gabinetes de Luiz Flávio e de Corujinha, os demais estavam fechados.

De malas prontas

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) está arrumando as malas para se mudar para Brasília, no final do mês. Eleito para deputado federal, Frei Anastácio continuará, na Câmara, defendendo a bandeira dos trabalhadores rurais sem terra e dos movimentos sociais. O parlamentar já está formando sua equipe de assessores e pretende ter um mandato tão atuante como foi na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Bandeira da saúde

Como não poderia deixar de ser, o médico Érico Djan, eleito deputado estadual pelo PPS, terá na saúde pública o foco do seu mando. Dr. Érico também defenderá bandeiras com políticas públicas voltas para a defesa da vida, com ênfase na assistência às crianças, adolescentes e pessoas idosas. Com a ida de Érico Djan para a Assembleia, a cidade de Patos continuará tendo dois deputados no Parlamento estadual: Ele e Nabor Wanderley.

Primeira missa

A Igreja Católica encerra hoje as solenidades alusivas aos 525 anos da primeira missa celebrada em solo americano, no dia 6 de janeiro de 1494, precisamente há 525 anos, em Isabela, diocese de Puerto Plata, hoje República Dominicana, pelo Padre Bernardo Boyl e concelebrada por outros doze sacerdotes, que chegaram com Cristóvão Colombo em sua segunda viagem que consolidou o domínio espanhol em parte do continente.

“Todas por Uma”

Mesmo com as atribuições de senadora, Daniella Ribeiro (Progressistas) não pretende deixar de lado bandeiras importantes defendidas por ela enquanto deputada estadual na Paraíba. Uma dessas bandeiras será o “Fórum Todas por Uma”, em defesa dos direitos adquiridos pelas mulheres no decorrer dos anos. Ano passado, o Fórum premiou mulheres que se destacaram na sociedade paraibana em todas as áreas.

Relacionadas