segunda, 20 de maio de 2019

Lena Guimarães
Compartilhar:

Após escândalos, troca de O.S.

09 de março de 2019
Primeiro, a Operação Calvário revelou desvio de recursos da saúde, pagamento de propina e até Caixa 2 para campanha política pela Cruz Vermelha, contratada para administrar o Hospital de Trauma da Capital. Depois, o TCE condenou a Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC), contratada para gerir apenas duas UPAs, as de Guarabira e de Princesa Isabel, a devolver quase R$ 1 bilhão ao Estado.

Na sequência, o ex-assessor da Secretaria de Administração do Estado, Leandro Nunes de Azevedo, filmado recebendo das mãos de emissária da Cruz Vermelha uma caixa que teria dinheiro, deixa a prisão de segurança máxima com tornozeleira, após prestar 16 horas de depoimentos.

As especulações sobre as revelações que teria feito para receber o benefício ainda estavam no topo dos debates nos meios político e jurídico, quando uma nova auditoria do TCE expõe outra organização social, a IPCEP, que administra o Hospital Metropolitano de Santa Rita.

O hospital ainda não tem um ano de inaugurado e a Auditoria do TCE cobra devolução de mais de R$ 1,2 milhão ao Estado, por despesas no mínimo questionáveis.

Primeiro a auditoria aponta que não há qualquer registro do IPCEP no CRM/PB, o que contraria norma do CFM. Mas o que assombra mesmo é pagamento antecipado a fornecedores sem a entrega do material, e o realizado a Power Instalação e Manutenção, de R$ 285,2 mil, “supostamente a título de manutenção predial, com o agravante de se tratar de unidade hospitalar recém inaugurada.

O relatório aponta ainda “pagamento de altíssimos salários e benefícios a dirigentes que sequer habitam na Paraíba, com recursos próprios do Estado, que necessariamente deveriam estar sendo investidos nas ações estaduais de saúde”.

Por tudo isso, não foi surpresa o governador João Azevedo anunciar início do processo de seleção de novas organizações sociais para a Saúde. Como os contratos terminam em junho, não estaria confrontando decisão do antecessor. Apenas colocando água no incêndio que ameaça a imagem dos girassóis.

TORPEDO

"A oposição que fazemos não é a pessoa do governador João Azevêdo, mas a ideologia política socialista e seu “modus operandi”, porém a ideologia socialista não vive só de erros. Coerentemente, quando os acertos aparecem, sou obrigado a parabenizar e elogiar."

Do deputado Walber Virgolino, torcendo para que o processo de seleção que o governador anunciou para a Saúde alcance também a Educação.

Acabou

Foi publicado o acórdão do julgamento que decidiu pela inconstitucionalidade de aposentadoria para ex-governadores e pensão para esposas. Cinco ex e oito viúvas estão na folha da Paraíba.

Na Justiça

O Patriota está pedindo o mandato do deputado Felipe Leitão por infidelidade. Ele se elegeu pelo partido e migrou para o DEM. Explica que fez opção porque o partido não atingiu a clausula de barreira.

Pauta da PC

A senadora Daniella Ribeiro se reuniu com dirigentes da Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (Aspol-PB) e discutiu a Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil e a proposta do piso salarial nacional.

Salários

A carreira única é luta antiga dos policiais, que reclamam principalmente dos salários. Daniella disse a Suana Melo (Aspol), que seu compromisso com a categoria, que começou na ALPB, continuará no Senado.

A luta

A Aspol pediu a senadora apoio para uma proposta legislativa que tramita no Senado Federal para o piso dos órgãos de segurança nos moldes do que já acontece com os profissionais do magistério público.

Aplausos

O Conselho da Magistratura aprovou voto de aplausos para a juíza Lilian Cananéa, pelo trabalho junto ao Sistema Penitenciário, na reeducação de apenados. Para o presidente Márcio Murilo, é motivo de orgulho.

ZIGUE-ZAGUE

< Pelas contas do ministro Paulo Guedes (Economia), faltam apenas 48 votos para a aprovação da reforma da Previdência na Câmara. Ele fez a revelação ao Estadão.

> Segundo o ministro, 160 deputados já confirmaram apoio e outros 100 teriam indicado a mesma tendência. E ele disse que o Presidente “fará sua parte”.

Relacionadas