terça, 25 de fevereiro de 2020

Pessoa Júnior
Compartilhar:

A base sem Nildo

08 de janeiro de 2020
Ainda é tempo, e acredito que não vamos deixar de comentar nem tão cedo, sobre a passagem positiva de Nildo no esporte paraibano. Nos deixou no último final de semana, gerando uma comoção imaginável entre os seus familiares e todos os amantes do futsal, já que era a modalidade que ele esteve mais presente nos últimos anos, passando toda a experiência acumulada como técnico e ex-atleta, e também educando através do esporte.

Saudade sim, tristeza não. Acredito que devemos sempre lembrar do professor Nildo com alegria, pois mesmo com as dificuldades de saúde que enfrentou e superou, nunca deixou de trabalhar com otimismo, perseverança e sempre pensando no futuro promissor da garotada, dentro e fora das quadras. Era assim que Nildo se comportava, as vezes esquecendo o lado competitivo para zelar pelo caráter educativo, mesmo quando existiam troféus e medalhas em disputa.

Não conto as vezes que Nildo me convocou para estimular a categoria sub-6 do futsal, sempre em conversa com professores da Paraíba e dos estados vizinhos. Amava o trabalho com quem estava começando na modalidade, tratando todos os atletas com igualdade e um carinho bem respeitoso, que sempre formava uma grande família por onde passava, a exemplo do Cabo Branco e do Colégio Motiva. Não podemos e nem devemos esquecer desse exemplo de profissional e bom caráter.

Nildo já vive numa outra realidade, onde o bem faz a diferença. Com certeza vai se familiarizar rapidinho, pois aqui na terra só plantou benevolência em tudo que fazia, no trabalho e no lar doce lar. Não conseguimos concretizar o sonho que sonhamos juntos para a garotada do sub-6, mas vou convocar o presidente da Federação Paraibana de Futsal, João Bosco Crispim, para continuarmos estimulando o belo exemplo de Nildo com a base de futsal. Que Deus o ilumine sempre, eterno amigo e professor Nildo.

Mais um reforço

Desde a última segunda-feira, que a jornalista Cassiana Ferreira integra a editoria de esportes do Jornal Correio da Paraíba. Tem talento e ama as causas do esporte. Com certeza vai fortalecer o noticiário do Correio em todas as dimensões. Bem-vinda Cassiana.

Positivo

Consciente de que o Botafogo tem tudo para ter mais um ano de saldo positivo, o presidente Sérgio Meira trabalha com o seu vice de futebol, Ariano Wanderley, para fortalecer cada vez mais o trabalho do técnico Evaristo Piza. Conta com a maioria dos dirigentes e conselheiros, o que facilita o o planejamento que foi elaborado para 2020. Sérgio Meira está no caminho certo e incomoda as figurinhas carimbadas.

Negativo

O futebol de Campinense e Treze na pré-temporada ainda deixa muito a desejar. Os torcedores estão apreensivos, pois os dois times decepcionaram na temporada passada. As promessas para 2020 ainda não estão em evidência e se os dirigentes não apressarem o passo, o caos será inevitável. É preciso investir forte e certo para mudar a realidade atual e fazer a torcida feliz ao longo deste ano.

Indefinido

Depois da partida em que goleou o Serrano por 15x0, o técnico Evaristo Piza disse em entrevista, que ainda analisa os principais setores do Botafogo, para definir o time que vai estrear no Paraibano. Garante, no entanto, que está satisfeito com a movimentação da maioria do grupo.

No foco

A paraibana Joyce viaja na próxima sexta-feira, para se apresentar mais uma vez a Seleção Brasileira de futebol feminino sub-17. A lateral ficará até o dia 30 na Granja Comary, no Rio de Janeiro, treinando de olho no Sul-Americano que será disputado em abril.

O presidente da Federação Paraibana de Futsal, João Bosco Crispim (E), marcou para o dia 25, no Motiva Ambiental, em João Pessoa, o congresso técnico do Paraibano de Futsal, nas categorias sub-7, sub-9, sub-11, sub-13, sub-15 e sub-17. Quem se inscrever até o dia 20, ganha uma bola pênalti. Contatos pelo telefone 9.9631-3044.

 

 

Relacionadas