segunda, 23 de abril de 2018
Cidades
Compartilhar:

Zona Azul terá mais 1,5 mil vagas até dezembro

Aline Martins e Katiana Ramos / 24 de agosto de 2017
Foto: NALVA FIGUEIREDO
A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) vai ampliar os espaços destinados ao sistema Zona Azul em mais 1,5 mil vagas até o final deste ano. Os novos espaços de estacionamento pago serão no Centro, além dos bairros da Torre, Mangabeira e Tambaú, segundo adiantou o superintendente de Mobilidade Urbana da capital, Carlos Batinga.

Ele explicou como será o funcionamento da Zona. “A ideia é nós trabalharmos a área central toda. Nas ruas onde há mais estabelecimentos comerciais e a rotatividade é maior, vamos colocar vagas com permanência de uma hora; onde há clínicas e escritórios, as vagas poderão ser de duas horas; e nos locais onde há maior permanência dos motoristas, as vagas serão de quatro horas. Todos esses períodos por um preço único”, detalhou o superintendente da Semob, revelando ainda que, a ampliação do serviço da Zona Azul para os demais bairros são frutos de demandas já existentes na Semob.

Enquanto os espaços para estacionamentos públicos não são ampliados, encontrar um local para estacionar no Centro da capital é um verdadeiro desafio. Na Avenida Dom Pedro II, a dificuldade aumentou desde a implantação da faixa exclusiva, este mês, para a circulação dos ônibus. Nesta via, só é permitido estacionar, em uma faixa reservada à esquerda, no trecho entre o cruzamento com a Avenida Tabajaras até o cruzamento na Pedro II. Com a implantação da faixa de ônibus, ruas do entorno estão cheias de carros com a Avenida Maximiniano de Figueiredo. A professora Diana Carvalho precisou resolver pendências nessas imediações, mas teve dificuldades de estacionar. “Rodei duas vezes por essas ruas até encontrar uma vaga. Ficou péssimo com essas mudanças. Se tivesse pelo menos Zona Azul seria melhor, mesmo pagando”, opinou, acrescentando que isso acontece em várias ruas da área do Centro da Capital. “Não há vagas”, frisou.

Carlos Batinga alegou que o congestionamento que tem acontecido com freqüência na via é decorrente do aumento no número de veículos. “A única forma de dar mais qualidade ao ônibus e melhorar a fluidez para quem usa o transporte público, que é a maior parte da população, é a faixa exclusiva. Essas faixas são a prévia do que vai acontecer quando for implantado o BRT”, declarou. Ele disse ainda que o processo de licitação para a implantação do BRT na Avenida Dom Pedro II vai acontecer até o final do ano.

Prioridade

O espaço viário das cidades cada vez mais está sendo destinados para o fluxo de veículos. Foi assim com grandes corredores como avenidas Epitácio Pessoa, Rui Carneiro, Cruz das Armas, principal do bairro dos Bancários e Josefa Taveira onde hoje é proibido estacionar ao longo da via. O mais recente caso é o da Dom Pedro II. “A tendência é das vias serem apenas para a circulação”, frisou Carlos Batinga, destacando que isso se deve a política de incentivo do carro particular.

Relacionadas