sexta, 05 de março de 2021

Violência
Compartilhar:

Na escola do medo: professores são ameaçados por alunos

Lucilene Meireles / 17 de outubro de 2015
Foto: Assuero Lima
O conceito de violência na escola passa pela depredação do patrimônio e indisciplina e chega ao extremo de um aluno matar outro com uma arma de fogo. Mesmo com um cenário cada vez mais violento, a Secretaria de Estado da Segurança não possui estatísticas sobre o problema. Por medo, diretores e professores não vão à delegacia prestar queixa. Na Paraíba, quase a metade dos diretores entrevistados afirmaram ter ocorrido agressão verbal ou física de alunos a professores ou funcionários. E mais: 67% deles perceberam agressões entre alunos.

Os professores também responderam e os números foram aproximados. Os dados são do 9º Anuário da Segurança Pública 2015, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Um psicólogo de uma escola localizada na periferia de João Pessoa, que preferiu não se identificar, disse que é compreensível que, apesar de saber que a violência existe dentro da escola, professores, diretores e demais funcionários digam que o problema não existe. “Eles convivem diariamente com os agressores e negam com medo que eles queiram se vingar. É uma forma de se defenderem também”, analisou.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas