segunda, 23 de novembro de 2020

Violência
Compartilhar:

Mulheres se tornam alvos fáceis para bandidos; veja dicas para evitar ser vítima

Laysa Andrade / 17 de fevereiro de 2016
Foto: Ilustração
Uma vendedora de doce, de 23 anos, foi assaltada e baleada no bairro de Mangabeira VIII, em João Pessoa. Ela foi atingida com um tiro na perna, mas passa bem, segundo o Hospital de Trauma para onde ela foi levada. O assalto aconteceu no fim da manhã desta quarta-feira (17).

De acordo com a Polícia Militar, a vendedora relatou que percebeu que estava sendo perseguida e entrou em um terreno baldio na tentativa de fugir do suspeito, porém, o homem conseguiu alcançá-la e efetuou o assalto. O bandido roubou o celular da vítima e outros pertences e, em seguida, disparou contra ela, atingindo-a na coxa esquerda.

O caso, porém, não foi o único e chama atenção para a violência contra a mulher, que tem se tornada cada vez mais um alvo fácil para bandidos.

Nessa terça-feira (16), por exemplo, uma mulher foi assassinada dentro de casa com um tiro na cabeça, em Mamanguape. Já em janeiro deste ano, uma atendente de telemarketing, de 23 anos, morreu após ter sido atingida por uma bala perdida enquanto saía do trabalho.

Também no mês passado, outras duas mulheres foram atingidas no bairro do Valentina Figueiredo, em João Pessoa, durante um tiroteio. Uma delas não resistiu ao ferimento e morreu.

A Polícia Militar da Paraíba dá algumas dicas de segurança:

* Não ostente com objetos de valor como relógios, pulseiras, colares e outras jóias de valor.

* Evite passar em ruas ou praças mal iluminadas.

* Se sentir que está sendo perseguida, entre em algum estabelecimento comercial ou atravesse a rua.

* Não saia com grandes quantias de dinheiro ou cartões de crédito, se não houver necessidade.

* Não abra a carteira ou a bolsa na frente de estranhos. Separe pequenas quantias de dinheiro para pagar passagem, café, cigarros, etc.

* Ao sair sozinha, procure sempre ficar no centro da calçada e na direção contrária ao trânsito. Fica mais fácil perceber a aproximação de um veículo suspeito.

* Não deixe de comunicar a presença de elementos suspeitos nas proximidades de sua casa.

* Ao retornar, notando algum sinal estranho (porta aberta, luzes acesas, etc.), não entre em casa, chame a polícia.

* Para esperar o ônibus, procure as paradas mais movimentadas ou localizadas em frente a estabelecimentos comerciais.

* Ao estacionar, levante os vidros e tranque as portas, mesmo que seja apenas por um minuto.

Relacionadas