terça, 16 de janeiro de 2018
Violência
Compartilhar:

Lar do Garoto registra novo motim e internos agridem agente

Wênia Bandeira / 13 de Janeiro de 2018
Foto: Chico Martins
Um motim foi registrado na quinta-feira no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, na região metropolitana de Campina Grande. A não autorização para realizar um telefonema teria sido a causa da confusão, realizada por oito adolescentes e três rapazes maiores de idade.

“Os internos agrediram e ameaçaram um agente. O motim foi controlado logo que se iniciou, mas houve um tumulto com desacatos contra as autoridades”, informou o delegado que atendeu a ocorrência, Fábio Facciolo.

O agente teria sido empurrado por um dos maiores que queria fazer uma ligação para sua mãe. O fato ocorreu quando a cela foi esvaziada e eles aguardavam para que a limpeza pudesse ser feita.

Os adolescentes teriam sido incitados pelos maiores para que a confusão acontecesse. Eles foram levados para a delegacia da Polícia Civil, em Campina Grande, e retornaram para o Lar do Garoto após o registro, enquanto os homens aguardam por audiência de custódia na Central de Polícia.

Todos foram indiciados por motim. Os homens responderão também por lesão corporal, ameaça e desacato a autoridade, isto porque a soma das penas previstas no Código Penal vai de um ano e quatro meses a cinco anos e seis meses.

Mesmo com os indiciamentos realizados pela PC, o diretor do Lar do Garoto, Luiz Antonio Sousa, afirmou que não houve motim. De acordo com ele, o caso se tratou apenas de um procedimento, controlado e resolvido.

Relacionadas