domingo, 07 de março de 2021

Cidades
Compartilhar:

Uso do celular ao volante resultou em 2,4 mil multas em JP de janeiro a maio

Lucilene Meireles / 04 de julho de 2019
Foto: Assuero Lima
O uso indevido do celular ao volante resultou em 2,4 mil multas aplicadas em João Pessoa de janeiro a maio deste ano. O dado da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) representa um aumento vertiginoso de 141% em relação ao mesmo período de 2018, o que serve como alerta. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é claro ao informar que o uso do celular ao volante é infração gravíssima. Porém, o aviso que consta no parágrafo único do artigo 252, tem sido desprezado por muitos motoristas.

Nas ruas, não é difícil flagrar a infração que, apesar de ser observada em qualquer via pública, ocorre com maior frequência nos grandes corredores e pode ser a causa de acidentes graves e até mortes. De acordo com a Semob, o destaque em relação ao uso do celular ao volante é a Avenida Tancredo Neves.

Em relação a acidentes, a base de dados da Superintendência não identifica a causa. Porém, de acordo com o superintendente Adalberto Araújo, os motoristas sabem que existe a fiscalização através das câmeras instaladas em diversos corredores da cidade, e os flagrantes resultam em multas e outras punições.

“A fiscalização também está mais acirrada, primeiro por termos percebido uma tendência crescente a este tipo de infração, depois por compreendermos o alto risco que ela oferece. Isso pode explicar também o aumento dos números de penalidades”, explicou Adalberto Araújo.

Penalidades

Celular ao volante é infração de natureza gravíssima.

A multa é de R$ 293,47.

São 7 pontos negativos na CNH.

68. É o número de câmeras que realizam a fiscalização em João Pessoa. O trabalho também é feito pelos agentes de trânsito.

66,6%. É o percentual que representa o número de flagrantes este ano em relação a todo o ano de 2018, quando foram registradas 3.720 ocorrências.

"A Semob faz campanhas e alerta diariamente sobre o risco de conduzir utilizando ou manipulando o celular. Ainda assim, muitos condutores não assimilam esses riscos e seguem cometendo a infração por, erroneamente, acreditarem que não vai acontecer com ele” - Adalberto Araújo, superintendente da Semob.

Uso de celular ao volante / Multas nos cinco primeiros meses do ano

2019                                                                   2.478

2018                                                                   1.029

141% de aumento

Relacionadas