quarta, 03 de março de 2021

Transporte
Compartilhar:

Mais de mil saídas semanais no terminal rodoviário

Aline Martins e Katiana Ramos / 07 de julho de 2017
Foto: Reprodução
Na Paraíba, nove municípios registraram mais de mil saídas semanais de passageiros utilizando transportes rodoviários em 2016. De acordo com a pesquisa “Ligações Rodoviárias e Hidroviárias”, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesses locais, as pessoas deixaram as cidades com destino a municípios vizinhos ou localidades fora do Estado. A publicação revelou ainda que as cidades de Campina Grande, Patos e Sousa são os principais pólos que utilizam esse tipo de transporte.

Conforme o IBGE, nesses três pólos as saídas semanais variaram de 1.001 a 2.855 embarques por semana, em 2016. Na Região Metropolitana de Campina Grande observa-se o destino em maior quantidade para cidades vizinhas e para Recife (PE). Campina Grande e João Pessoa estão entre os 25 municípios brasileiros interconectados pela rede de transporte de passageiros com os maiores índices de intermediação 2016. Na Capital paraibana, o destino mais são cidades do interior do Estado e Recife. No entanto, o embarque de passageiros partindo de João Pessoa varia de 301 a 600 registros por semana. Outro dado apontado na pesquisa é que na Paraíba há cinco arranjos populacionais conturbados: (Caiçara-Logradouro, Campina Grande, Itambé (PE)-Pedras de Fogo (PB), João Pessoa e Solânea-Bananeiras). Nessas localidades, há grandes fluxos de pessoas que se deslocam entre os municípios vizinhos diariamente.

Inédito

Essa é a primeira pesquisa do IBGE que concentra dados de transportes intermunicipais, interestaduais e internacionais (rodoviário e hidroviário) com e sem CNPJ. O estudo foi construído a partir do levantamento primário da frequência de saídas dos veículos, de seu custo e do tempo de deslocamento das viagens entre cada par de municípios. A coleta de dados foi realizada em todos os municípios do Brasil.

Alternativos

A publicação do IBGE revelou ainda que a Paraíba tem uma variação maior na questão das empresas de transporte rodoviários que não declararam CNPJ. Muitas saídas partem da Capital para o interior, mas também há uma concentração nas regiões do Agreste e Sertão. Conforme o IBGE, agentes de transporte sem CNPJ estão majoritariamente no Nordeste e configuram o popular ‘transporte alternativo ou informal’. Na Paraíba, os municípios de Teixeira, São José do Bonfim e Sousa são exemplos de cidades que tiveram todas as saídas semanais com transporte informal, tendo respectivamente, 1.052, 1.392 e 846 registros.

As linhas de maior frequência são aquelas que se direcionam para a Capital. “Não constituem uma empresa formal de transporte. Em João Pessoa é sim só rodoviário”, afirmou o gerente de Redes e Fluxos, Coordenação de Geografia do IBGE, Marcelo Motta. Ele destacou ainda a importância desse levantamento para a melhoria no sistema de transportes intermunicipais, interestaduais e até internacionais. “É útil para o planejamento público, pois ele auxilia a marcar o alcance de cada cidade em atrair a população em volta, que se desloca para adquirir bens e serviços nos centros urbanos.”, informou o gerente de Redes e Fluxos.

Relacionadas