quinta, 27 de junho de 2019
Transporte
Compartilhar:

Ônibus de João Pessoa terá biometria facial

Aline Martins e Wênia Bandeira / 27 de setembro de 2018
Foto: Assuero Lima
Os 100 mil estudantes que utilizam os ônibus urbanos da Capital paraibana devem ser recadastrados em virtude da mudança do sistema que passará de biometria digital para a biometria facial. Desde o último dia 20, o Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa (Sintur-JP) iniciou esse recadastramento em dois pontos da cidade. Conforme a instituição, essa mudança representa um importante avanço tecnológico, pois é um sistema moderno e seguro, permitindo um embarque mais ágil. A previsão é que até o fim deste ano todos os ônibus estejam com os validadores em funcionamento.

A estudante Joseane Silva dos Santos, 30 anos, soube por algumas amigas que estava havendo a mudança da biometria. “Aproveitei que o término da aula para vim e fazer o cadastramento. Acho importante e mais seguro, pois se você perder o cartão ninguém pode usar. Usando a digital, após algumas tentativas, o cobrador ou motorista é obrigado a liberar. Com a face, acho que será diferente”, afirmou. A aluna Ana Júlia Costa Soares de Lima, 14 anos, também soube pelos amigos essa mudança. “Não tinha ninguém e foi rápido”, comentou.

Já o estudante Wdirlei de Souza Reinaldo, 26 anos, soube da novidade pela equipe do CORREIO. “Eu não sabia que estava mudando. É mais uma medida de segurança para quem usa o cartão de estudante”, frisou. Tanto Joseane quanto Ana Júlia e Wdirlei fizeram o recadastramento no posto localizado dentro do Terminal de Integração do Varadouro, que funciona das 8h às 17h. Outro ponto que os estudantes podem contar para fazer a alteração é na sede do Sintur, na Rua Treze de Maio, no Centro da Capital.

No entanto, conforme o Sindicato das Empresas de Transportes, não é necessário ter pressa e correr para um desses locais, pois a atualização cadastral ocorrerá no momento em que o estudante for realizar uma recarga na sede do Sintur, na Rua 13 de maio, ou no posto do Terminal de Integração do Varadouro. A expectativa é que até o fim deste ano todos os ônibus estejam com os novos validadores e que no começo de 2019 esse processo já tenha sido finalizado.

CG: mais de 10 mil cadastrados

O cadastramento da biometria facial em Campina Grande começou há quatro meses, junto com a instalação dos equipamentos nos ônibus. Até ontem, segundo a Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STTP), 10% dos veículos contavam com os aparelhos novos, todos das linhas 004A, 004, 404 e 444, que atendem o itinerário Norte-Sul. Até agora, 10.579 pessoas realizaram o cadastramento.

De acordo com o superintendente da STTP, Félix Neto, o planejamento é chegar até o final do ano com o cadastramento finalizado. Dos 220 ônibus que circulam na cidade, 22 têm a biometria facial funcionando. “Mesmo com mudança de cor de cabelo, crescimento de barba ou uso de óculos, é possível identificar a pessoa e está sendo formado um banco de dados com fotos que a polícia pode usar sem necessidade de autorização da STTP”.

Os estudantes, Portadores de Necessidades Especiais (PNE) e funcionários podem se cadastrar no Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Campina Grande (Sitrans).

O sistema

Como funciona. O usuário aproxima o cartão eletrônico do validador do ônibus e ai ocorre o reconhecimento facial, por meio de uma câmera. Para tanto, é necessário que o usuário fique bem em frente ao validador. Na sequência, a catraca é liberada.

Previsão Segundo. o Sintur-JP, a instalação das novas máquinas de reconhecimento facial vai acontecer a partir do mês que vem. No entanto, o novo sistema só será liberado para o funcionamento quando todos os estudantes concluírem o recadastramento.

Rapidez. A biometria facial promete reduzir o tempo de embarque dos usuários. A demora no processo da biometria em vigor (por meio do toque dos dedos) é uma constante reclamação dos passageiros.

Outros usuários. O Sintur-JP informou que as pessoas que possuem o benefício da gratuidade nos transportes coletivos da Grande João Pessoa também farão o recadastramento e o acesso ao transporte também será por meio do reconhecimento facial. No entanto, o cadastro dessas pessoas será realizado somente em 2019.

 

Relacionadas