quinta, 22 de outubro de 2020

Transporte
Compartilhar:

Menos um: VLT de João Pessoa irá para Brasília para teste de ferrovia

Katiana Ramos / 06 de novembro de 2018
Foto: Reprodução
Uma composição do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que opera na região metropolitana de João Pessoa será destinado, ainda este mês, para o Distrito Federal. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) alegou, nessa segunda-feira (5), que a cessão do veículo será temporária e que deve auxiliar nos testes experimentais da rodoferrovia que liga a cidade de Valparaíso, em Goiás, até a estação de Brasília. A medida, no entanto, surpreendeu aos usuários do VLT que opera na região da capital paraibana.

As amigas Ester Alves e Joana D’Arc moram em Cabedelo e utilizam o VLT quase todos os dias para chegarem ao trabalho, em João Pessoa. Elas destacaram que o valor do bilhete e a rapidez desse tipo de transporte são as principais vantagens com relação ao uso dos ônibus urbanos. Porém, nem sempre a viagem nos trens é confortável, por conta da demanda de passageiros. “Se diminuir ai é que fica complicado mesmo. Têm dias, dependendo do horário, que a gente consegue viajar sentado. Mas, têm dias, que vamos de pé mesmo porque é muita gente, principalmente no fim da tarde”, disse Ester Alves.

Por sua vez, Joana D’Arc disse que tem receio de que os horários e viagens dos trens sejam reduzidos, com a perda de um veículo da frota. “O trem é bom porque a gente já sabe o horário certo que ele vai passar e o horário que a gente vai chegar no destino. Se reduzirem e mexerem no horário, vai prejudicar muita gente”, disse a jovem.

Em nota, o superintendente da CBTU na região de João Pessoa, Paulo Barreto, informou que já entrou em contato com o Conselho Administrativo do órgão para que reconsiderem a decisão de retirada do VLT ou que, se possível, repassem para a Capital veículos de outras localidades onde a diminuição da frota não cause impacto negativo para os usuários.

“A Superintendência Regional de João Pessoa manteve contato com o diretor-presidente da Companhia, enfatizando que a retirada temporária de um dos VLTs da operação local pode causar prejuízos à oferta de serviços aos nossos usuários, sobretudo quando da conclusão das obras de construção de três novos desvios ferroviários, o que aumentará a oferta de viagens e a demanda de passageiros”, informou Paulo Barreto, em nota.

Já a diretoria nacional da CBTU explicou, em nota, que além de uma composição de João Pessoa, outra composição de Natal (RN) também será relocada para o Distrito Federal. Segundo a diretoria, tanto a capital paraibana quanto a Potiguar devem receber cinco novos trens, cada, já encomendados pela CBTU.

Funcionamento

De acordo com o superintendente da CBTU, a circulação normal dos VLTs no âmbito da Região Metropolitana de João Pessoa utiliza três dos cinco veículos disponíveis, sendo dois em operação simultânea e um em manutenção programada, o que permite a reserva de mais um VLT, já que o outro se encontra em fase de revisão, prevista contratualmente.

Relacionadas