segunda, 20 de maio de 2019
Transporte
Compartilhar:

João Pessoa terá BRT na Dom Pedro II em 2019

Bárbara Wanderley e Katiana Ramos / 01 de setembro de 2017
Foto: Assuero Lima
A Avenida Dom Pedro II será a primeira da Capital a ter o sistema do Bus Rapid Transit (BRT), mas a população de João Pessoa só deverá usar o transporte em 2019. A licitação para a empresa que vai operar esse veículo deve acontecer até o fim deste ano, segundo informou o superintendente de Mobilidade Urbana da capital, Carlos Batinga.

Ele disse que o prazo de dois anos, a partir da escolha da empresa, será suficiente para a construção de dois terminais, sendo um no Centro e outro em Mangabeira, e a preparação das vias por onde passará o BRT. “Não conheço nenhuma cidade que implantou o sistema de BRT em menos de dois anos, porque é preciso um corredor longo preparado para esse tipo de transporte. O nosso projeto já está feito e foi analisado pela Caixa. Quanto às obras, nós vamos construir dois terminais. Um no Varadouro, ao lado do Terminal Rodoviário, e outro em Mangabeira, próximo ao Trevo”, detalhou Carlos Batinga.

Sobre o acesso dos usuários ao BRT, ele lembrou que o procedimento continuará sendo feito via bilhete eletrônico com integração entre os ônibus comuns e o novo veículo Faixa exclusiva. Ainda vai levar um tempo para que os motoristas que trafegarem pela faixa exclusiva de ônibus da Avenida Pedro II, na capital, sejam multados. Carlos Batinga anunciou que o período educativo será estendido até que obras da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) e da Operação Tapa-Buraco, nos bairros da Torre e Expedicionários, sejam concluídas e rebateu as críticas dos condutores à faixa. “Os ônibus ganharam de 15 a 20 minutos no trajeto”. Batinga explicou que devido às obras que estão forçando desvios no trânsito, ainda não há previsão para que a nova faixa comece a funcionar de forma efetiva.

Em funcionamento há cerca de um mês de forma educativa, a faixa exclusiva vem recebendo muitas queixas de condutores de veículos particulares que afirmam que o trânsito piorou, principalmente nos horários de pico. “Você ouviu alguém que anda de ônibus reclamar?”, questionou o superintendente. Segundo ele, a obra segue as diretrizes da Lei de Mobilidade Urbana, que prevê prioridade para o transporte coletivo. “Todas as linhas que circulam por ali estão cumprindo os horários”. O superintendente destacou ainda, que a Pedro II é a única via principal da cidade que ainda possui estacionamento, já que é possível parar o carro do lado esquerdo no trecho entre as avenidas Tabajaras e Maximiano Figueiredo.

Com as vagas na faixa da esquerda e os ônibus passando pela direita, só resta a faixa do meio para os motoristas transitarem nesse trecho. “A tendência é esse estacionamento acabar a médio prazo, como aconteceu em todas as outras grandes vias da cidade”, afirmou. A nova faixa exclusiva se estende por 4,4 km, começando no cruzamento da Pedro II com a Tabajaras até as imediações do Ibama, no sentido Centro-bairro; e do Ibama até a Praça Pedro Gondim, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, no sentido bairro-Centro. Após o período educativo, os motoristas que circularem pela faixa de forma irregular estarão sujeitos a multa de R$ 293,47.

Internet na Integração

Os usuários de transporte coletivo que passam pelo Terminal de Integração do Varadouro, na Capital, ganharam conexão de internet grátis no local. A novidade foi anunciada ontem pelo superintendente da Semob e é uma parceria do órgão municipal com a Associação Nacional para Inclusão Digital (Anid). Na Integração foram instalados quatro pontos de acesso para dar cobertura à área. A iniciativa está em fase de teste, mas a rede já está liberada para acesso, através da “Juntos Internet Grátis”. “Este período experimental seguirá por uma semana, enquanto isso, o acesso está liberado. Posteriormente, os usuários deverão conectar-se a rede e realizar um cadastro para que a conexão seja concluída”, explica Carlos Batinga.

Relacionadas