segunda, 21 de setembro de 2020

Trânsito
Compartilhar:

Operação Tiradentes: número de acidentes graves cai 76%

Da redação com assessoria / 25 de abril de 2016
Foto: Divulgação
A Polícia Rodoviária Federal divulgou nesta segunda-feira (25) o resultado da Operação Tiradentes 2016, que teve início na quarta-feira (20) e terminou no domingo (24). E os números são mais favoráveis se comparados aos de 2015. De acordo com a PRF, em relação ao ano passado, a operação deste ano registrou uma queda de 74% no número de acidentes graves (aqueles que envolvem feridos grave ou mortos). Em 2015, foram 13  ocorrências do tipo, contra apenas três deste ano.

Outros números que tiveram quedas foram os em relação a mortos e ao número de acidentes. Em 2015, a operação registrou sete pessoas mortas, contra duas neste ano, o que representa uma redução de 57%. Já o número de acidentes passou de 46 em 2015 para 28 em 2016, uma diferença de 39%. O número de feridos nos dois anos foi o mesmo: 26.

A Polícia Rodoviária Federal atribui esta redução a uma série de fatores. Para o órgão, tanto o aumento no número de fiscalizações, quanto à consciência dos próprios condutores foram responsáveis pela queda nos números. De acordo com a assessoria de imprensa da PRF, se todos não fizerem seus papeis, as operações não atingiram seus verdadeiros objetivos.

O efetivo da PRF deu ênfase a quatro alvos considerados os que mais afetam a segurança no trânsito rodoviário: excesso de velocidade, veículos duas rodas, ultrapassagens irregulares e embriaguez. Os acidentes mais graves são decorrentes do abuso no acelerador. As vítimas de acidentes em que o veículo estava em velocidade excessiva saem, na maioria dos casos, graves ou mortas. A embriaguez ao volante é outra causa de acidentes graves. Às vezes, associados ao excesso de velocidade. Outro ator que vem se destacando negativamente no trânsito brasileiro é o usuário de veículo de duas rodas, que são as motocicletas, ciclomotores e motonetas. Muitos, sequer, são habilitados; o que agrava ainda mais os riscos de acidentes.

Outros números

Durante a operação deste ano, foram realizados ao todo 675 testes de etilômetro (mais conhecido como bafômetro). Do total, 21 motoristas foram autuados e seis foram presos. Ao todo, 1.433 veículos foram flagrados pelos radares, 2.044 veículos foram fiscalizados, 2.217 pessoas foram fiscalizadas e houve 14 prisões.

Prevenção e educação na tela do Cinema Rodoviário

Além do patrulhamento, a PRF promoveu várias ações educativas nas rodovias federais dentro do projeto Cinema Rodoviário, que buscou sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro. Motoristas infratores ou não, além dos demais passageiros, tiveram a oportunidade de assistir a vídeos e pequenas palestras que mostram comportamentos inadequados no trânsito e as consequências dessas condutas. No total, 1.017 pessoas foram alcançadas pelas ações de educação para o trânsito durante a operação.

Relacionadas