terça, 24 de novembro de 2020

Trânsito
Compartilhar:

‘Onda zero’ em lombadas trava o trânsito

Ainoão Geminiano / 20 de fevereiro de 2016
Foto: Rafael Passos
A maioria dos engarrafamentos nas BRs que cortam João Pessoa é provocada pela má condução dos motoristas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O motivo é que os condutores não sabem lidar com as lombadas eletrônicas, reduzem excessivamente os veículos e provocam a chamada “onda zero” - quando a velocidade, que já é baixa, vai reduzindo ao longo da fila, até chegar a parada total dos veículos.

Segundo o inspetor Eder Rommel de Andrade, existe uma prática facilmente perceptível de reduzir excessivamente a velocidade quando os motoristas se aproximam de uma lombada eletrônica. “Se o limite é 80 km/h, muitos passam com 60, 50 e até 40 km/h. Quando o limite é de 50 km/h, como na lombada que fica em frente ao Hospital de Trauma, na BR 230, as velocidades são reduzidas para até 20 km/h”, disse. Segundo ele, além de gerar congestionamentos, isso não é necessário. “Basta passar com velocidade igual ou só um pouco abaixo da que é informada na placa. Isso já ajudaria bastante a evitar os engarrafamentos”, acrescentou.

Rommel explicou também como acontecer “onda zero”. “Em um limite de 50 km/h, por exemplo, o primeiro carro reduz para 40, o segundo para 35, o terceiro pra 30, e essa redução vai até chegar no condutor que tem que parar o seu carro, por causa do que está à sua frente. Ele só quer evitar a colisão traseira. E a partir daí tantos outros que seguem na fila acabam parando também”, afirmou. Segundo ele, o problema se torna maior porque, os que pararam, precisam que sair do zero, um a um. “A essa altura o congestionamento já será grande”, lembrou.

Para a PRF, o medo de ser multado, a falta de confiança no equipamento ou por excesso de zelo, são os motivos da velocidade excessivamente baixa. “O que precisa ficar claro é que os radares são aferidos pelo Inmetro, descartando com isso a possibilidade de erro. Além disso, existe uma margem de erro que gira em torno de 7 km/h para mais, o que beneficia o motorista”, destacou Rommel. Na prática, uma lombada que foi regulada para flagra veículos acima de 80 km/h, por exemplo, só capta o excesso a partir de 87 km/h. Onde o limite for 50 km/h, o condutor só será multado de passar com velocidade superior a 57 km/h.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas