domingo, 09 de dezembro de 2018
Trânsito
Compartilhar:

Duplicação da BR-230 começa nesta segunda-feira em Campina Grande

Da Redação com assessorias / 03 de fevereiro de 2018
Foto: Antonio Cruz/ABR
O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, vai estar em Campina Grande na segunda-feira, quando assinará a Ordem de Serviço para o início da duplicação de um trecho da BR 230, com 31,7 km de extensão.

O trecho terá início na Alça Sudoeste e vai até a Comunidade Farinha (Praça do Meio do Mundo), entre os municípios de Pocinhos e Boa Vista. A solenidade terá início às 10h, no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep).

O valor da obra é de R$ 367,9 milhões e a previsão de término é de 36 meses. O ministro será recebido pelo prefeito Romero Rodrigues, o senador Raimundo Lira, o presidente da Fiep Buega Gadelha, e por outras autoridades locais.

Segundo Romero Rodrigues, a duplicação da BR-230 nesse trecho é uma das obras estruturantes que integram o Planejamento Estratégico de Campina Grande até o ano de 2035 – projeto que foi resultado de uma parceria entre a Prefeitura, a Fiep e a classe empresarial do município.

Integração. O prefeito ressaltou, também, a importância da obra para o Complexo Habitacional, Industrial e Empresarial Aluízio Campos, próximo ao ponto inicial dos serviços de duplicação.

De acordo com Romero, é mais uma grande e importante obra em prol do desenvolvimento campinense e, por extensão, em benefício do Compartimento da Borborema. “Ela vai beneficiar não só Campina, mas a chamada ‘Grande Campina’, possibilitando a integração intermunicipal, a mobilidade e a circulação de riquezas em nossa região”, garantiu.

Viadutos foram incluídos

O senador Raimundo Lira informou que conseguiu incluir na obra três grandes viadutos na cidade de Campina Grande: o primeiro na Avenida Assis Chateaubriand; o segundo no final da Avenida Floriano Peixoto, na intercessão com a BR 230; e o terceiro no trevo de intercessão entre a Alça Sudoeste e a saída da estrada do Serrotão.

“O objetivo é levar essa duplicação até a cidade de Cajazeiras, num total de 350 quilômetros. Uma obra de grande porte, para terminar, precisa começar. Sonhar é preciso”, enfatizou o senador.

Leia Mais

Relacionadas