sexta, 05 de março de 2021

Trânsito
Compartilhar:

Cinquentinhas continuam sem ‘emplacar’ na Paraíba e procura diminui no Detran

Wênia Bandeira / 13 de novembro de 2015
Foto: Nalva Figueiredo
A procura dos proprietários de ciclomotores ao Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) está diminuindo, segundo informou o órgão. A sala de espera ficou vazia, mesmo com a obrigatoriedade da documentação sendo exigida, sob pena de a moto ser apreendida. A estimativa do Detran é que 50 mil ciclomotores circulem no Estado.

O coordenador da área exclusiva de atendimento às cinquentinhas, Celso Diniz, confirma a pequena procura. “Nós criamos esta área para que os donos dos ciclomotores pudessem ter um atendimento especial, devido a grande procura, mas percebemos que não surtiu o efeito que almejávamos, ou seja, não tivemos continuidade nessa grande procura”, disse.

Para Celso, há dificuldade de efetuar o cadastro no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), hoje feito apenas pela fábrica, através da internet, junto ao Denatran. “As pessoas vêm até o Detran, voltam sem documentação em mãos e nós não conseguimos ajudar como gostaríamos”, explicou o coordenador.

Solicitação difícil . O Detran solicitou ao Departamento Nacional que o cadastro passe a ser feito no órgão local, mas ainda não recebeu resposta. O Denatran, por meio de nota, declarou que não foi informado de dificuldade para o emplacamento dos ciclomotores e não tem conhecimento da solicitação feita. Para o pedido ser atendido, de acordo com Denatran, seria preciso mudar a legislação que consta na Resolução 555 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas