quarta, 24 de fevereiro de 2021

Trânsito
Compartilhar:

Chuvas paralisam obras da triplicação da BR-230

Katiana Ramos / 20 de junho de 2017
Foto: Rafael Passos
Alguns trechos da obra de triplicação da BR-230, em Cabedelo, estão com as obras suspensas por conta das chuvas e em outros pontos o serviço de terraplanagem está parado. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura  e Transporte (Dnit), os trabalhos nesses pontos serão normalizados ainda esta semana. Comente no fim da matéria.

Enquanto as obras não voltam ao ritmo, pequenas piscinas se formaram no trecho entre os quilômetros (Km) 6 e 8. O chefe do Serviço de Unidade Local do DNIT em Santa Rita, Engenheiro Rainer Rembrandt, fiscal da obra de Adequação de Capacidade da BR-230 (km 0 ao 28), reforçou que a execução da obra continua e que, no momento, estão sendo feitos testes com pavimentação.

Voltando ao Km 6, onde será construído um viaduto, o moradores do bairro Recanto do Poço, em Cabedelo, estão sofrendo com outro problema: o risco de atropelamento. Segundo os moradores, há cinco dias os redutores de velocidade instalados dos dois lados da rodovia foram retirados em virtude do início das obras da construção de um viaduto, que integra o projeto da triplicação da BR-230. Para tanto, o Dnit sinalizou a via com faixas de pedestre e placas de alerta para a passagem de transeuntes. No entanto, a maior parte dos condutores ignora os alertas.

“Carro, caminhão, moto, passam todos em alta velocidade aqui. Pra passar tem que ser rápido, se não você corre o risco de ser atropelado. A noite é que piora mesmo”, disse o aposentado Iranildo Campos. A dona de casa Ana Lúcia Macena todos os dias tem que atravessar esse trecho da rodovia e diz que redobra a atenção para atravessar.

“Têm as faixas, a placa, mas os motoristas não querem saber. Passam rápido demais. A gente tem que ficar esperto e ver a melhor hora de passar. Eu mesma têm dias que passo dez minutos aqui esperando para atravessar”, contou.

O PROJETO

As obras de triplicação da BR-230 serão feitas do Km 0, em Cabedelo, até o km 28,1, em João Pessoa. Em toda a extensão será implantado a terceira faixa na rodovia e, com o alargamento, os viadutos de Manaíra, UFPB e Cristo vão ser ampliados para acomodar as novas faixas.

 

Relacionadas