terça, 16 de julho de 2019
Tragédia
Compartilhar:

Polícia investiga suspeitos responsáveis pelo desabamento no Rio

Katiana Ramos / 03 de maio de 2019
Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil
A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriu na Paraíba mandados de busca e apreensão para apurar o desabamento de dois prédios, no dia 12 de abril, na comunidade da Muzema, na Zona Oeste da capital fluminense. A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que na Paraíba e em Pernambuco foram apreendidos documentos e mídias eletrônicas e objetivo é descobrir se os responsáveis pelas construções irregulares na Muzema, suspeitos de envolvimento com a milícia, também construíram imóveis nesses dois estados.

A ação que apura as mortes é coordenada pela Delegacia da Barra da Tijuca (16ª DP), responsável pelo inquérito dos desabamentos, em parceria com a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), responsável pelas investigações contra milícias no Rio. Os prédios que desabaram eram ilegais, ou seja, não tinham autorização da prefeitura para ser construídos.

Os policiais também buscam três suspeitos que já possuem mandados de prisão em aberto: Rafael Gomes da Costa e Renato Siqueira Ribeiro, apontados como corretores, e José Bezerra de Lima, conhecido como Zé do Rolo, tido como responsável pela construção dos prédios. Os três vão responder por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar.

As obras chegaram a ser embargadas em novembro do ano passado, mas isso não impediu que seus apartamentos fossem ocupados. A polícia busca os responsáveis pelas construções. Vários outros prédios ilegais, construídos na região, serão demolidos. Segundo a prefeitura, 16 deles serão demolidos para a construção de um parque.

24 foi o número de mortos nos desabamentos dos prédios; quatro das vítimas eram paraibanas.

Relacionadas