quinta, 19 de outubro de 2017
Cidades
Compartilhar:

Solução para Barreira do Cabo Branco não sai do papel

Aline Martins/Ainoã Geminiano / 17 de março de 2016
Foto: Assuero Lima
A cada ano, a Falésia do Cabo Branco encolhe 2 metros, em média. O projeto desta gestão para a área foi apresentado no dia 11 de março de 2015. E assim, foi-se mais de um ano e mais um pedaço da barreira. O Grupo Amigos da Barreira (GAB) – que tem denunciado o descaso e cobrado do poder público uma solução para o problema – está arregimentando pessoas para participar da II Caminhada #vivaabarreiraviva, em abril.

Os membros do GAB estão vendendo camisas para o evento. O principal objetivo da caminhada, segundo um dos secretários do GAB, Rodrigo de Brito Pereira, é fazer com que a revitalização da barreira não seja esquecida.

“É uma forma de cobrar da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado uma medida para revitalizar o local”, pontuou.

Ele lembrou que antes da criação do Grupo, muitas pessoas já faziam essa cobrança, mas a partir do surgimento do grupo ficou mais organizado, pois havia dados que comprovam a existência do problema. Segundo ele, a caminhada ocorre em um momento propício: ano eleitoral. O objetivo é que todos os candidatos à prefeitura da Capital discutam medidas efetivas para a preservação daquele lugar.

Ainda de acordo com Rodrigo de Brito Pereira, no Ministério Público Federal (MPF) já existe um inquérito acerca da barreira.

“Esse procedimento administrativo pode culminar em várias medidas. O Supremo Tribunal Federal disse que o Ministério Público Federal tem autoridade para pedir ao Poder Judiciário que, em temas de direitos fundamentais como o direito ao meio ambiente e patrimônio público, determine aos poderes que tomem medidas para a preservação”, destacou.

Ele lembrou que o projeto desta gestão municipal nunca foi apresentado ao GAB. A obra teria um investimento de R$ 60 milhões e contaria com instalação de gabiões no mar, intervenção no sopé da barreira, drenagem e pavimentação de ruas.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas