quinta, 18 de julho de 2019
Cidades
Compartilhar:

Semana Santa: Via Sacra reforça a fé dos cristãos católicos

Nalva Figueiredo / 20 de abril de 2019

Desde a última quinta-feira a Igreja Católica celebra, no mundo inteiro, o Tríduo Pascal, considerada a parte mais importante da Semana Santa. Nessa sexta, Sexta-feira Santa, foi celebrada a Paixão de Cristo, no único dia da semana em que não há Santa Missa.



“A experiência da Sexta-feira Santa é a experiência da entrega total por amor. Uma experiência que Deus testemunha para nós, entregando seu próprio filho e nos convidando também a, por amor a Deus, nos entregarmos a causa do Senhor”, afirmou o Monsenhor Robson Mello, que participou da celebração da Via Sacra, ocorrida às 9h, na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves.



Em sua fala aos fiéis, o monsenhor lembrou que, apesar da tristeza pela morte de Jesus, os cristãos mantêm a esperança por saber que ele ressuscitará. Maria, no entanto, não sabia disso, por isso sofreu muito pela morte do seu filho. “Por isso nos solidarizamos com Nossa Senhora das Dores”, disse o Monsenhor.



Segundo ele, o primeiro momento, da Via Sacra, é um alimento da espiritualidade para que em seguida, os fiéis possam vivenciar o Ofício da Agonia, realizado ao meio-dia e a Procissão do Senhor Morto, realizada às 15h.



SÁBADO DE ALELUIA



Este é o dia da chamada Vigília das Vigílias. Na noite do Sábado de Aleluia (ou Sábado Santo) a Santa Missa é marcada por momentos importantes: bênção do fogo (Liturgia da Luz) e o batismo de novos cristãos (Liturgia do Batismo). Nesta celebração, rica em simbolismos, todas as luzes da Igreja são apagadas e apenas o Círio Pascal é aceso. A partir dele, todos vão acendendo suas velas. “O Círio representa a Luz de Cristo e, a partir dele, temos vida, temos luz”, diz Dom Delson. Na Missa também são batizados novos cristãos, normalmente jovens e adultos pertencentes à comunidade, que passaram pela devida preparação.



A noite do Sábado de Aleluia marca a Vigília pela ressurreição do Senhor, celebrada no Domingo de Páscoa. Na Catedral, a Missa do Sábado será às 19h.



DOMINGO DE PÁSCOA



O Domingo de Páscoa é a grande festa da Igreja, dia que se celebra a ressurreição de Jesus. “Páscoa vem do hebraico – Pessach - que significa passagem; é a passagem da morte para a vida! Com a ressurreição, Jesus nos mostra que as trevas jamais vencerão e que o amor de Deus sempre triunfará. Nós devemos celebrar a Páscoa com a passagem para uma nova vida, transformada, livre do pecado, dispostos a uma verdadeira conversão. E tudo isso foi proposto e vivenciado durante o Tempo da Quaresma”, comenta o Arcebispo da Paraíba.



O Tempo Pascal se estende por 50 dias, até a Festa de Pentecostes, que marca o dia em que os discípulos receberam o Espírito Santo. Este ano, Pentecostes será celebrado no dia 9 de junho e a Arquidiocese da Paraíba prepara um grande evento, que deve reunir milhares de pessoas no ginásio O Ronaldão.



Na Catedral, Dom Manoel Delson preside a Missa das 9h da manhã. Outras Missas serão celebradas às 6h, às 11h e às 17h.



Relacionadas